A história da venda de uma startup brasileira para uma gigante americana

Da Redação

Por Da Redação

11 de novembro de 2016 às 16:21 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O fato de o empreendedor brasileiro não saber gerir as finanças da empresa com cautela foi compreendido pelo time de fundadores da startup brasiliense, ZeroPaper, desde a sua fundação durante o processo de aceleração na 21212. Esse foi um dos aspectos abordados por André Macedo, um dos fundadores da startup e, atualmente, Country Manager da Intuit Brasil (multinacional que adquiriu a ZeroPaper em janeiro de 2015), durante o CASE 2016.

“Ao chegarmos na 21212, tínhamos um time forte e complementar e um Power Point com uma ideia inicial. Mas não tínhamos desenvolvido um protótipo nem nada parecido. E foi por acreditar nesse time, em nossa garra e determinação, que fomos chamados para participar da primeira turma de aceleração. Deixamos nossas famílias em Brasília e moramos durante seis meses no Rio com o dinheiro contado. Ganhamos um aporte de R$ 20 mil da aceleradora, dos quais R$ 4 mil foram usados para burocracia contratual da empresa com advogado, R$ 7 mil foram destinados à nossa estadia e o restante foi guardado para uso em ações de marketing”, revelou o porta-voz.

O mais importante, nesse período, foi a descoberta do produto ideal para o público-alvo escolhido, o microempreendedor. Ao passarem quase dois meses batendo perna na rua e conversando com esse perfil de empreendedor, os fundadores descobriram que, se fizessem um software de gestão de finanças robusto como estavam imaginando, um ERP, não conseguiriam ajudar esse público. Então, optaram pelo desenvolvimento de uma solução baseada na tabela de Excel, gratuita e de fácil manuseio, o ZeroPaper conhecido por todos hoje.

“Ao concluirmos nosso programa de aceleração na 21212 no segundo semestre de 2012, já tínhamos 5 mil usuários e conseguimos nosso primeiro investidor-anjo. Saltamos para 29 mil clientes e então recebemos o aporte da Totvs Ventures e de mais um investidor-anjo. Daí alcançamos cerca de 100 mil usuários e, finalmente, os 500 mil. Foi nessa fase, no começo de 2014, que chamamos atenção do maior player global, a Intuit, que era, inclusive, nossa inspiração em termos de modelo de negócio”, complementou Macedo.

A Intuit é uma empresa de capital aberto na Nasdaq e tem valor de mercado de US$ 30 bilhões, com faturamento equivalente a quase US$ 5 bilhões de dólares/ano, atuação em 140 países e escritórios em sete países, dentre eles o Brasil, que consiste na operação mais recente da companhia.

Como se sabe, a negociação para efetivação de um deal desse porte não é nada fácil. Acima de tudo quando um dos executivos não fala o idioma do comprador, como ocorreu nesse caso. André Macedo não sabia falar inglês e participou de toda a negociação com ajuda de seus sócios e da própria 21212 para tradução dos conteúdos e das conversas do inglês para o português e vice-e-versa.

Nessa fase bastante complexa, os empreendedores foram apoiados por diversos advogados e pelos próprios investidores. Além disso, precisavam continuar a tocar a startup, uma vez que o negócio ainda não havia sido concluído. E, conforme Macedo mesmo ressaltou em seu discurso, a startup não poderia parar e o dia-a-dia precisaria continuar rodando bem, uma vez que o negócio precisaria continuar performando de acordo com o esperado para agregar valor do ponto de vista dos clientes e dos responsáveis pelo aporte de capital – é nessa hora que o investidor avalia o negócio em detalhes. “Para tanto, a complementariedade de nosso time foi crucial. Assim, parte dos sócios pode se dedicar mais à negociação em si, enquanto a outra metade focou no cotidiano operacional da startup para fazê-la crescer ainda mais”, finalizou o executivo.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]