A co-criação como uma das estratégias para acelerar a evolução da plataforma no Stayfilm

Da Redação

Por Da Redação

16 de junho de 2016 às 15:40 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Por Iglá Generoso*

Com o objetivo de revolucionar o mercado global de vídeos online, Leandro, Daniel e Douglas Almeida, fundaram em 2012 o Stayfilm, uma rede social que permite a qualquer pessoa produzir e compartilhar filmes, com alta qualidade de imagem e som, a partir de fotos postadas nas redes sociais e compartilhadas na plataforma.

Formados em Comunicação Social, Publicidade e Propaganda pela Universidade Anhenbi Morumbi, e com mais de 10 anos de experiência no setor de Publicidade e Propaganda, os amigos tem o objetivo de construir um negócio global que impacte as pessoas, mostre a competência do empreendedorismo de impacto brasileiro e seja um incentivo para muitos empreendedores.

Em 2014 lançaram a plataforma móvel na Web Summit, a maior conferência de tecnologia e inovação da Europa realizada na Irlanda. Em 2015 foram convidados pelo Facebook a integrar com a plataforma Facebook Messager, sendo a única startup da américa latina. Eventos que aceleraram o negócio, antecipando algumas etapas do planejamento de longo prazo.

Receberam até o momento R$ 5 milhões em investimento anjo, que suportou alcançar 900 mil usuários em 160 países, aos quais esses já produziram mais de 1.8 milhões filmes. Estão a passos largos na execução da estratégia de globalização, sendo recentemente aprovados em um programa global de empreendedorismo no Reino Unido e abrindo um novo escritório em Londres.

Grandes parceiros e clientes estão integrando sua comunidade com a plataforma, entre eles a Revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios, Revista Glamour, Sport Club Corinthians Paulista, Disney e Chelsea Football Club.

Aplicar um modelo de co-criação, desenvolvendo uma comunidade de apoiadores “outsiders”, que contribuem com feedbacks, sugestões de melhorias, testes, codificação e design gráfico é uma das estratégias para alavancar a plataforma, evoluir a equipe e contribuir com o desenvolvimento de pessoas interessadas em aprender com a evolução da startup e com o time do Stayfilm. Criada a pouco mais de um ano, a comunidade Helpers, recebe continuamente desafios e workshops através de e-mails e whatsapp, e já tem um primeiro colaborador contratado.

Para Daniel Almeida, a comunidade Helpers é uma forma que o Stayfilm possui de retribuir para a sociedade os conhecimentos e experiências conquistados na jornada, que também ajuda a evoluir a plataforma. Outro ponto é que quando amigos empreendedores solicitam recomendações de profissionais para cargos em outros startups, os colaboradoras que se destacam na comunidade são indicados.

O desenvolvimento de comunidades, não apenas de usuários ou clientes, mas também colaboradores da plataforma em formado de co-criação, é uma prática amplamente utilizada por startups de crescimento acelerado como Uber, AirBnB, Slack, Snapchat, entre outras.

*Iglá Generoso é Gerente Sênior na HPE e possui formação executiva em inovação de produtos e negócios pela Harvard Business School e MIT.  É apaixonado por empreendedorismo digital e co-fundou 2 startups. Escreve sobre startups, inovação e empreendedorismo em seu blog http://iglageneroso.com e no twitter @iglageneroso.