A chave do seu carro poderá ser um aplicativo em 2017

Avatar

Por Paula Zogbi

19 de fevereiro de 2016 às 16:45 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Em um release com título “a primeira montadora a lançar um carro sem chave”, a Volvo anunciou nesta sexta-feira que, a partir de 2017, passará a substituir as chaves de alguns de seus veículos por aplicativos.

A tecnologia, acionada via bluetooth, poderá destrancar e trancar os carros, dar a partida, como as chaves físicas, e o usuário poderá escolher ter também a opção tradicional. O aplicativo será lançado no Mobile World Congress em Barcelona.

Também será possível segundo a montadora, acessar os veículos remotamente. “Essa nova tecnologia também oferece a possibilidade de receber mais de uma chave digital em um app, permitindo que acessem diferentes carros em locais diferentes – de acordo com as mudanças nas necessidades de mobilidade”, explica o texto.

Carros pessoais?

Outra intenção é a de facilitar o processo de locação de carros da marca: “as pessoas poderiam potencialmente agendar e pagar pelo aluguel de um carro em qualquer lugar e receber a chave digital imediatamente”, afirma a montadora.

A estratégia alinha-se com a mentalidade de muitas empresas – tanto montadoras como de tecnologia – de que, no futuro, as pessoas possivelmente não usarão mais carros pessoais. ”Nossa chave digital inovadora tem o potencial de mudar completamente a forma como um Volvo é acessado e dividido”, diz o vice presidente de estratégia de produtos e gerenciamento de linhas de veículos Henrik Green, no texto. “Em vez de ficar estacionado em um parque o dia inteito, os carros poderiam ser usados com mais frequência e eficiência por quem quer que o dono permita”.

Segurança

A Volvo não explicou como funcionaria deixar um carro com esta tecnologia em um estacionamento com serviço de manobrista, por exemplo. Mas garantiu que o aplicativo terá “camadas extras” de segurança além do que o Bluetooth já oferece.

Para quem ainda não confia, nunca tem bateria no celular ou simplesmente prefere o formato original das coisas, chaves comuns continuarão sendo oferecidas como opção para os carros que contarem com a tecnologia.