A bateria do Galaxy Note 7 começou a explodir e pode causar danos a Samsung

Avatar

Por Lucas Bicudo

6 de setembro de 2016 às 17:19 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Os smartphones da Samsung começaram a explodir – e isso pode custar à companhia a bagatela de US$ 1 bilhão, de acordo com o Bloomberg, cujas estimativas vem do Credit Suisse, Daishin Securities e Pelham Smithers Associates.

Na semana passada, a Samsung anunciou que estava interrompendo as vendas do Galaxy Note 7, seu novo carro-chefe, e fazendo um recall por dezenas de reclamações de que as baterias do aparelho estavam explodindo.

Trata-se de um desastre colossal de relações públicas para a Samsung, que vinha de um ótimo momento. O novo smartphone estava sendo bem avaliado e as receitas da companhia estavam finalmente aumentando depois de anos com números negativos.

Além disso, as expectativas pelo novo iPhone 7, que deve chegar ao término dessa semana, estavam mornas, o que fazia do Note 7 o aparelho do ano. Agora ele será sempre associado ao celular em que a bateria explode.

Basicamente, a Samsung tinha o gol aberto – e ela isolou a bola. Cerca de 2.5 milhões de aparelhos já haviam sido vendidos e substituí-los pode custar US$ 1 bilhão à companhia.

(via Business Insider)