6 razões que fazem seu pitch ser um desastre total

Avatar

Por Júnior Borneli

28 de Maio de 2015 às 13:16 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Se você é um empreendedor esperançoso tentando encontrar investidores para ajudá-lo a impulsionar o seu negócio, você só tem os 30 primeiros segundos para causar uma grande primeira impressão. E a melhor forma de fazer isso é ter um pitch convincente e objetivo. Caso contrário, você vai perder um monte de oportunidades.

Se você já tem um pitch elaborado e já fez a apresentação para algumas pessoas, você está inserido num ambiente extremamente competitivo, onde várias pessoas capacitadas estão lutando por um mesmo objetivo. Se ainda não funcionou, você precisa ler essas 6 razões pelas quais o seu pitch não está agradando os investidores, inspiradas nas dicas de Jayson Demers, CEO da AudienceBloom:

É muito formal.

Isto não é um concurso de redação. É uma conversa, e o pitch deve soar como uma conversa natural para qualquer pessoa que está ouvindo.

É uma boa ideia escrever o que você pretende dizer – isso lhe dá uma oportunidade para visualizar o seu discurso e fazer ajustes no papel. No entanto, se você começar o seu pitch como se fosse um documento escrito, as pessoas vão notar de imediato.

Por exemplo, se você começar com: “Nossa empresa é uma empresa técnica com mais de 15 anos de experiência no mercado…”, você pode apostar que o público vai parar de ouvir imediatamente.

Você divaga!

Este é um sintoma claro de alguém que não passou muito tempo pensando sobre o que, exatamente, quer dizer sobre a sua empresa. O seu pitch pode dizer tudo sobre a sua empresa e transmitir essa informação com precisão, mas não é organizado e parece que você está saindo do corpo e viajando para o espaço. O que é ainda pior é que você provavelmente vai gastar muito tempo falando sobre coisas que não têm a menor importância.

É bom ser otimista sobre a sua empresa e é bom ser capaz de improvisar, mas se essa excitação ou improvisação leva a divagar, a última coisa que você vai conseguir é encantar as pessoas.

É muito ensaiado.

A prática faz tudo ficar perfeito, e com os pitchs não é diferente. Quando você pratica, você pode preparar exatamente o que você quer dizer, encontrar o seu ritmo certo e aprender a evitar as armadilhas potenciais que surgem durante o seu discurso. No entanto, não há coisa pior do que alguém que está seguindo um script decorado.

As pessoas conseguem perceber a diferença entre alguém que está falando de forma natural e alguém que está apenas regurgitando palavras decoradas. Se você é um decorador voraz, perderá imediatamente a oportunidade de encantar os ouvintes. Pratique bastante o seu pitch, mas não se esqueça que decorar pode ter um efeito muito negativo. Tente manter a conversa em um nível casual.

Concentrado apenas na ideia.

Sua ideia é importante, e seu pitch é uma boa oportunidade para apresentá-la, mas se esse é o foco exclusivo da sua fala, você vai ser vítima de perguntas como: “Ok, mas e daí?”. Isso é fato!

Em vez de se concentrar na ideia, concentre em quem você é, o que você já fez e qual é o problema que você está tentando resolver. A regra deve ser introduzir o seu negócio como uma solução para um problema específico – e sempre que possível – apresentar o problema em primeiro lugar. Isto irá manter o seu público mais interessado no que você tem a dizer e dar significado real para o seu negócio.

Negligencia o mercado.

Vamos dizer que você introduziu o problema e a solução, mas e o mercado em que você pretende atuar, qual é? Os investidores querem saber que tipo de pessoas que você está procurando atingir, que tipo de concorrência que você está enfrentando atualmente e o que a sua pesquisa de mercado diz sobre o seu potencial para crescer. Estas questões são extremamente importantes e você precisa saber responde-las, o que significa que você precisa fazer sua lição de casa antes de se aventurar em um pitch.

Sem dados concretos para fazer uma boa abordagem, muitos ouvintes simplesmente não vão encará-lo com seriedade.

Não há nenhuma objetividade.

Durante um pitch, você tem pouquíssimo tempo para se apresentar para os investidores e muitos deles vão optar por parar de ouvir você assim que a primeira frase deixar seus lábios. Se essa primeira frase não é objetiva ou direta, ou se ela não prender a atenção do seu ouvinte imediatamente, você pode ter perdido o seu público antes mesmo de começar a segunda frase.

Trabalhe para resumir todo o seu pitch em uma única frase e corte tudo o que não é absolutamente necessário. Uma vez que você chegou a sua frase perfeita, pode passar o resto do tempo trabalhando no problema central que o seu negócio resolve.

O pitch, assim como o seu negócio, deve ser flexível o suficiente para evoluir ao longo do tempo. Não tenha medo de fazer ajustes e mudanças, e experimentá-lo em um ambiente real para testar como as alterações afetam a impressão sobre aquilo o que você se propõe a fazer.

Se você se comprometer ao aperfeiçoamento contínuo, eventualmente, você vai criar uma lógica de discurso que vai prender a atenção de todos os que estiverem ouvindo.