4 motivos para contratar mais mulheres para a sua startup

Avatar

Por Juliana Américo

9 de março de 2015 às 15:00 - Atualizado há 6 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

SÃO PAULO – Pesquisas recentes mostraram que empresas que possuem mulheres em seu quadro de funcionários, principalmente em posições de liderança, tendem a ter menos prejuízo e apresentam menores índices de falência.

Além disso, não são raros os casos de mulheres à frente de grandes empresas, como a Marissa Mayer, CEO do Yahoo, e Sheryl Sandbger, COO do Facebook. Já no Brasil, temos a Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza, e a Claudia Sender, presidente da TAM.

Por outro lado, o CEO e cofundador da IguanaFix, Matias Recchia, ressalta que ainda existem muitas startups que são compostas exclusivamente por homens. Segundo ele, contratar mulheres não é importante apenas para a promoção da igualdade no local de trabalho, mas  contribui também para o sucesso da sua empresa.

Confira quatro bons motivos para manter as mulheres por perto na hora de abrir um negócio:

1- Aumentar o desempenho da equipe
Em um artigo da Harvard Business Review, os professores Malone e Woolley descobriram que há uma relação maior entre o número de mulheres e o desempenho de uma startup, do que entre o QI da equipe e seu desempenho.
Com uma equipe composta por diversos perfis de profissionais, as startups tendem a ser mais bem-sucedidas, pois se beneficiam das diferentes perspectivas que os indivíduos trazem de suas experiências, na hora da tomada de decisão. A contratação de pessoas com o mesmo perfil pode acabar com o viés que torna o seu produto diferenciado, tornando-se adequado apenas para um pequeno setor da população.

2- Compreender seus clientes e desenvolver produtos melhores
Um artigo publicado na The Economist confirmou que 80% das decisões de compra nos países desenvolvidos são feitas por mulheres. Isso também acontece em compras online, e até mesmo ao adquirir produtos virtuais como jogos sociais e jogos para celular.
É praticamente impossível para uma empresa ser bem sucedida na identificação dos produtos certos para o mercado, com apenas homens na liderança, se a maioria das pessoas que escolhem ou não comprar esse produto são mulheres.

3- Desenvolva a sua cultura organizacional
Um escritório que conta com mulheres na equipe de liderança, tende a ser mais aberto a explorar novas ideias. Isso acontece porque as pessoas se sentem mais confortáveis em compartilhar como se sentem e assumir riscos quando lidam com uma mulher, assim, propõem novas formas de fazer as coisas com mais confiança.
Além disso, as mulheres tendem a ouvir mais os seus colegas e simpatizar com suas vidas pessoais, criando um ambiente de trabalho melhor. Esses fatores são fundamentais para atrair e manter talentos dentro da empresa.
Com uma melhor percepção sobre as pessoas, as mulheres tendem receber feedbacks da equipe de forma mais natural, priorizando os pontos mais importantes dos membros da empresa e facilitando a comunicação entre eles.

4- Melhorar seus retornos
De acordo com um estudo realizado pelo empresário e investidor Cindy Padnos, startups dirigidas por mulheres tiveram retornos 12% mais altos do que aquelas comandadas apenas por homens.

“O ideal seria vivermos em um mundo onde o gênero não importa na hora da contratação, e em algum momento isso acontecerá”, afirma Recchia. “Enquanto isso, se você é um empresário, eu recomendo ter consciência desses fatores e garantir que as mulheres façam parte da sua startup. E se você é uma mulher que quer empreender, vá em frente; os resultados das startups lideradas por mulheres são muito animadores.”