As principais dúvidas a respeito de Bitcoin dos brasileiros (respondidas)

Como comprar, investir e armazenar a moeda virtual são as principais - e são resolvidas aqui

0
shares

A alta valorização do Bitcoin chamou a atenção dos brasileiros: nos últimos 12 meses, o termo é mais pesquisado no Google do que “dólar”, e ultrapassou “euro” ou “Tesouro Direto”, uma modalidade de investimento que vinha em alta no país.

O Bitcoin, criada por Satoshi Nakamoto em 2009 é uma “criptomoeda”, chamada por esse nome por ser protegida por criptografia. Entretanto, tem sido cada vez mais adotada recentemente, justamente pela alta no seu valor e por geralmente trazer um bom retorno no investimento.

No mundo, a moeda já é aceita como moeda de troca em diversos países, como no Japão e na Venezuela, e a tendência da aceitação é isso aumentar cada vez mais. Estamos muito empolgados com o desenvolvimento da moeda - e estamos promovendo o maior evento do Brasil no assunto, o Bitcoin Conference, para discutir as tendências da moeda e falar dos principais assuntos que envolvem a criptomoeda, confira.

Como comprar um bitcoin?

Para comprar um Bitcoin, é necessário fazer uma conta em uma corretora de moedas digitais - chamada de Exchange. O processo é fácil: preencha o cadastro e envie cópias digitalizadas de documentos (CPF, RG, comprovante de residência, entre outros). Depois, transfira o dinheiro de sua conta em reais para a conta, faça uma oferta com o valor que você deseja pagar na moeda e compre-a quando alguém quiser vender neste preço.

Qual corretora de Bitcoin eu escolho?

Hoje, devido ao processo de popularização da moeda, cada vez mais opções de corretoras surgem. Para escolher, é importante avaliar as taxas e custos de transação de cada uma - e não tem problema em escolher a com menores taxas.

As principais corretoras de Bitcoin no Brasil hoje são: FoxBit, Mercado Bitcoin e BitcoinToYou, pois negociam um valor superior a R$ 1 milhão por dia. É importante notar que não necessariamente a menor taxa será a melhor: é importante também olhar a liquidez de cada exchange.

Mas afinal, quanto custa um bitcoin? Como faço a conversão em reais?

Como as moedas convencionais e outros ativos negociados em mercados, o valor muda a cada segundo. Hoje, dia 27/09, a cotação atual é de cerca de R$ 13.800 por um bitcoin nas principais corretoras brasileiras (FoxBit e Mercado Bitcoin). A melhor maneira de saber o valor em reais é visitando sites de cotação específicos, como o BitValor.

Já possuo uma conta e comprei bitcoin. Onde armazeno?

Como é uma moeda virtual, a maioria das formas encontram-se online, e cada uma possui um risco. A primeira forma é armazenar a moeda em um computador, pendrive ou HD externo, o que dificulta hack, mas se o dispositivo apresentar algum problema, há o risco de perder as moedas definitivamente.

A segunda forma é na nuvem ou aplicativo: ao armazenar na nuvem, é possível acessá-las de qualquer lugar através da senha, o que é prático, mas torna o processo perigoso – principalmente pela chave da carteira ficar compartilhada com a corretora de bitcoin. Aplicativos também são uma opção, mas sofrem do mesmo risco devido à facilidade do acesso.

A terceira opção, e que foge do comum, é imprimir as chaves das moedas, criando uma “carteira de papel” – mas para realizar transações, é necessário digitar os códigos. É a forma mais segura, mas também é a mais fácil de perder.

Possuo o bitcoin bem armazenado. Como ganho dinheiro com a moeda?

A especulação é uma forma de ganhar com o investimento, que é de alto risco. A ideia é comprar a moeda por um preço e vender por outro superior depois. Conforme as moedas ficam mais demandas pelo público, o preço sobe - e com a adoção do Bitcoin cada vez mais comum, essa é a tendência.

Outra suposta forma é minerar bitcoins, ou seja, criar novos Bitcoins (pois ainda é possível). No total, existirão no máximo 21 milhões de Bitcoins, sendo que existem cerca de 16 milhões atualmente. Apesar de parecer fácil criar novas moedas, o processo é complicado e fica cada dia mais caro.

É necessário ter ótimos computadores e muita energia disponível, pois os softwares verificam as operações realizadas por cada bitcoin através de complicadas equações matemáticas e recebem uma recompensa pelo processo: a fração de um novo bitcoin criado. Há fazendas e fazendas de computadores com o intuito de minerar novos Bitcoins em países como China e Japão. Um computador pessoal não fará muita coisa.

Confira o Bitcoin Conference

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários