Startup está automatizando o atendimento do Poupatempo através de smartbots

Robôs podem otimizar até 90% do processo de atendimento ao público, reduzindo de 40% a 90% das despesas nesse setor

0
shares

Nama, primeira empresa no país a desenvolver um sistema próprio de Inteligência Artificial para robôs de atendimento, apresenta ao mercado uma plataforma de smartbots prontos para otimizar e trazer mais qualidade à comunicação de empresas com o consumidor.

Inseridos em um segmento que deve movimentar US$ 153 bilhões até 2020, segundo dados do Bank Of America Merrill Lynch, os bots da startup são desenvolvidos de forma totalmente personalizada para as necessidades de contratantes e podem automatizar até 90% do processo de atendimento ao público, reduzindo de 40% a 90% das despesas nesse setor.

“Oferecemos uma ferramenta completa de inteligência artificial focada em linguagem natural. Graças a uma tecnologia exclusiva - N.A.I.L. (Nama Artificial Intelligence Language), que aumenta o entendimento de sentenças complexas em contextos dinâmicos e mantém um diálogo, além de um sistema de Deep Learning (técnica mais avançada em machine learning) e gatilhos interativos, nossos robôs não são apenas mais eficientes: eles entendem a intenção por trás do que o cliente deseja, interagem com ele e evoluem a cada atendimento”, discursa o fundador e CEO Rodrigo Scotti.

Além do Bradesco, através do programa inovaBra, e da Accenture, que já fecharam contrato com a empresa, a Nama também está desenvolvendo uma plataforma que interage virtualmente com os usuários do Poupatempo, do Governo de São Paulo. A startup foi umas das selecionadas pelo programa PitchGov SP e a estimativa é que o sistema já esteja operando nos próximos meses.

O objetivo é trazer mais agilidade ao agendamento de serviços nos postos do Poupatempo, por meio do chat no portal da instituição e pelo Facebook, diminuindo a distância entre o cidadão, as informações e os serviços públicos.

Os robôs da Nama compreendem mensagens por texto e voz, absorvem o conhecimento a partir do manual da empresa, fornecem relatórios do diálogo com o cliente, possibilitando uma avaliação mais apurada do suporte.

Uma pesquisa da ClickSoftware indica que, só nos Estados Unidos, as empresas perdem US$ 100 bilhões por ano com sistemas ineficientes de atendimento ao consumidor. Com a plataforma, qualquer empresa pode oferecer ao público um atendimento omnichannel, uniforme e 24/7. O smartbot memoriza em tempo real as informações de atendimento por diferentes canais, o que lhe possibilita, por exemplo, iniciar a conversa com o cliente via Telegram e continuar no Facebook, sem nenhum prejuízo de informação.

A startup, que já recebeu cinco rodadas de investimentos, foi selecionada na primeira turma de residentes do Campus São Paulo, do Google, é participante da segunda edição do programa de inovação do Bradesco, liderou o ranking do movimento 100 Open Startups, figura no top 10 das startups de negócios mais atrativos para investidores e ganhou o ITA Challenge 2015 de empreendedorismo.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários