Banco Central chinês quer acabar com as criptomoedas (e o mais rápido possível!)

Avatar

Por Elena Costa

17 de janeiro de 2018 às 10:50 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Em memo detalhado de uma reunião dos reguladores da internet e outros órgãos reguladores, o VP do Banco Popular da China (PBOC), Pan Gongsheng, afirmou que o governo deve continuar a aplicar pressão no mercado de criptomoeda para prevenir acumulação de riscos nesse mercado.

O governo local e nacional deverá banir empresas que ofereçam negociação centralizada de criptomoedas, indivíduos e instituições que fornecem serviços relacionados as moedas digitais, disse Pan. Além desses, Pan sugere banir prestadores de serviços de carteira online.

Na reunião do ano passado, as autoridades já proibiram as ofertas iniciais de moeda e encerraram exchanges das criptomoedas, mas mesmo com ações mais fortes de repressão, as atividades ligadas a moeda digital continuam por meios alternativos.

Pan claramente defende uma política de limitação para o mercado de criptomoedas. Ele disse que “as autoridades também devem bloquear sites nacionais e estrangeiros e fechar aplicativos móveis que fornecem serviços centralizados de comércio de moeda virtual para usuários chineses e as plataformas de sanção que oferecem serviços de pagamento em moeda virtual”.

E sugere que governos locais usem regulamentos sobre preços de energia, uso do solo, proteção fiscal e mais para auxiliar no fim dessa prática, afirmando que “As inovações pseudo-financeiras que não têm relação com a economia real e não devem ser suportadas”.

Ação polêmica da China já é apontada como um dos indícios para a queda no valor do Bitcoin e outras criptomoedas. Além disso, é um problema pois o país é um dos maiores do mundo em mineração das moedas digitais.

A forma como fazemos negócios está mudando. Mas o que vimos até aqui foi só a ponta do iceberg. Você está preparado para a Nova Economia? Reunimos as mentes mais brilhantes do Brasil para debater os pontos fundamentais que vão impactar seus negócios e sua carreira em 2018: A Revolução da Nova Economia.

(Via Reuters)

Não deixe de entrar no grupo de discussão da StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em patrocinar eventos da StartSe, envie um e-mail para patrocinio@startse.com.br

[php snippet=5]