Bossa Nova e Anjos do Brasil criam mercado secundário de participação em startups

Avatar

Por Elena Costa

13 de dezembro de 2017 às 13:43 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Bossa Nova Investimentos e Micro Venture Capital em parceria com a Anjos do Brasil lançam projeto que visa a compra secundária de participação Anjo em startups. O projeto além de possibilitar as saídas de investimentos e a impulsão do ecossistema de investidores no país.

Para realizar a saída será necessário apresentar a Bossa Nova a startup investida ou o seu portfolio de startups contendo as seguintes informações: nome e site da empresa, valor investido, data do investimento, avaliação na entrada e atual, cap table na startup e qual o percentual que deseja vender.

O restante do processo como análise de escolha e decisão de aquisição fica nos cuidados da Bossa Nova que usará os seguintes critérios de decisão: estar de acordo com a tese de investimento da Bossa Nova, ou seja, startups com modelos de negócios B2B ou B2B2C, que sejam negócios inovadores, digitais e escaláveis, com mais de 1 ano de vida, que já estejam validados, operando, faturando (mesmo que pouco) e rumo direcionado ao break-even.  Além disso, é necessário que tenham anuência dos fundadores e demais investidores.

Segundo o partner do Bossa Nova, João Kepler,  “Ter opções claras de saídas, tanto em possibilidades, quanto de tempo, é um dos maiores gargalos hoje no mercado para a entrada de novos investidores e também para que os mais antigos possam continuar investindo”.

A única contrapartida exigida pelo projeto é que o investidor anjo que pretender efetuar a venda de sua participação deverá reinvestir 50% do valor recebido a título de cash out em uma nova startup a ser escolhida por ele mesmo dentro da opções submetidas a Anjos do Brasil.

Os segmentos alvo da Bossa Nova são de educação, saúde, fintech, agro, lawtech, soluções para PME, softwares para varejo (mas não venda de produtos no varejo). A Bossa Nova, não investe em negócios de mídia (adtech), governo, e-commerce (que vendam produtos), games ou hardware. Além disso, avalia outros pontos como: modelo de negócios, tração, time e tam (Total Adressable Market).

A StartSe montou o Angel Class para você que deseja aprender a base para ser um investidor-anjo, através dos conhecimentos teóricos e práticos por um especialista da área.

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em patrocinar eventos da StartSe, envie um e-mail para patrocinio@startse.com.br

[php snippet=5]