Obama já escolheu o que fazer depois da presidência: investir em startups

Da Redação

Por Da Redação

24 de junho de 2016 às 12:31 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Barack Obama é certamente um dos nomes mais divisivos do planeta. Se você gosta dele, acha que ele é um dos melhores presidentes americanos da história. Se você não gosta, ele é o sujeito que jogou os Estados Unidos em uma crise moral que acabará com o país nos próximos anos. Mas seja como for, é inegável que Obama foi um presidente que se preocupou com pequenas e médias empresas – e o fenômeno das startups só cresceu com ele no comando.

E ele gosta tanto de startups que o que ele quer fazer depois da presidência é virar um Venture Capitalist (nada mal para um homem que passou 8 anos sendo chamado de comunista), ou seja, investir em startups profissionalmente. Obama talvez tenha que trocar a bela casa que arranjou em Washington por uma no Vale do Silício, mas não é a única coisa que ele precisa fazer para embarcar neste mundo de corpo e alma.

O Obama é uma pessoa tão de renome que gostaríamos até tê-lo discursando no InvestClass, junto com os maiores investidores em startups no Brasil. Mas talvez também fosse bom para ele acompanhar o InvestClass como aprendiz, sentando lá no fundo, aprendendo com os mestres. Tenho certeza que o Obama aprenderia muito bem e rápido, adoraríamos ajudá-lo.

Ele também falou que conversas como essas, do InvestClasss, são as que fizeram ele gostar do assunto. “As conversas que eu possuo no Vale do Silício e com investidores são muito interessantes e juntam meus interesses em ciência e organização em uma maneira que eu acredito satisfatória”, disse ele para a Bloomberg. Ele também já chegou a recomendar para as pessoas que investissem em startups.

Pessoalmente acredito que ele vai ser um grande investidor: ele tem experiência em caçar conselhos confiáveis, ouvir, raciocinar e alocar recursos escassos tomando decisões considerando riscos. Fora de ser o nome mais reconhecível no planeta inteiro no momento – o que vai ajudar bastante na hora de negociar um negócio com algum fundador, tenha certeza disso.

Esperamos que Obama seja MUITO feliz na nova carreira e que, quem sabe, o caminho dele cruze um dia com o do StartSe. Quem sabe não podemos ajudá-lo, Mr. Obama!

Mensagem do Editor

Ei, tudo bom?

Gostaria de agradecer pela visita! Meu nome é Felipe Moreno, sou editor-chefe do StartSe e, como muito de vocês, dono de uma (minúscula) startup de mídia.

E vou te fazer um pequeno convite: vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui embaixo e eu vou te enviar alguns e-mails para você com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um empreendedor, funcionário, investidor ou apenas interessado neste maravilhoso mundo!

É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Conto muito com a presença de vocês neste papo!

[php snippet=5]