GetNinjas recebe investimento de R$ 40 milhões

Avatar

Por Júnior Borneli

17 de junho de 2015 às 13:24 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A startup GetNinjas acaba de receber mais uma rodada de investimento no valor de R$40 milhões. O aporte marca a entrada da Tiger Global Management como um dos investidores da plataforma, ao lado da Monashees Capital e Kaszek Ventures.

Com esta rodada de capital, a maior recebida até o momento, o GetNinjas consolida um total de três investimentos, o primeiro no valor de R$ 1 milhão para abertura do negócio, em 2011, e o segundo de R$ 6 milhões em 2013.

Saiba como construir uma startup de sucesso! O curso “Startup de A a Z” aborda desde a validação da ideia até a negociação com investidores. Garanta sua vaga!

A nova fase, vem marcada por um crescimento recorde – no início de 2015 a companhia atingiu duas grandes marcas: 100 mil profissionais cadastrados e mais de 1 milhão de pedidos gerados. O bom resultado é fruto da expansão da plataforma do GetNinjas – que além de um site totalmente funcional para computadores e celulares lançou também um aplicativo com versões para Android e iPhone.

O grande diferencial da ferramenta está em conectar os clientes com profissionais das mais diversas categorias – cobrindo desde professores, advogados, consultores de moda, adestradores de cães a pedreiros, transportadores e até detetives particulares.

O sistema, desenvolvido em 2011 e aperfeiçoado nos últimos anos, permite que um cliente encontre até cinco profissionais em um raio próximo de sua localização. Os profissionais escolhidos entram em contato em até 24 horas para entender detalhes das solicitações dos clientes, que ficam livres para contratar o profissional que desejar.

De acordo com Eduardo L’Hotellier, CEO da empresa, os recursos obtidos serão destinados à expansão da atuação da plataforma no Brasil e América Latina, além de investimentos em marketing e em aprimoramento da tecnologia. “O mercado de serviços responde por quase 70% do PIB nacional e é composto, basicamente, por pequenas empresas e profissionais autônomos. Quando falamos de serviços locais estamos pensando em uma fatia que movimenta cerca de R$200 bilhões ”, afirma L’Hotellier.