Compass levanta mais US$ 100 milhões em nova rodada de investimentos

Avatar

Por Elena Costa

17 de novembro de 2017 às 12:47 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A startup do setor imobiliário Compass levantou US$ 100 milhões e com isso garantiu uma avaliação de US$1,8 bilhão. A rodada que garantiu a quantia foi liderada pela Fidelity Investiment e teve a participação do Wellington Management e IVP.

A empresa que já tinha captado US$ 100 milhões conseguiu levantar mais US$ 100 milhões para, segundo o presidente do conselho Ori Allon, ter um crescimento realmente agressivo. O capital será utilizado para auxiliar na expansão das vendas e contratos das principais cidades dos EUA e também para a criação de um novo CRM que integrará clientes, contratos e dados de transição.

Atualmente presente em 10 regiões dos EUA, a empresa planeja expandir o seu serviço para mais 10 áreas em apenas 12 meses. Com 500% no aumento de agentes a companhia garante que está no caminho de atingir 16.000 transações e mais de US$ 14 bilhões em vendas somente nesse ano.

Allon garante que possui um plano de estratégia de crescimento e expansão bem definida, ou seja, desejam contratar os melhores agentes e oferecer-lhes a melhor tecnologia. Além disso, ressaltou que no momento não quer investir em outros setores e plataformas e o que assegura o sucesso da companhia é foco.

A mudança para CRM terá impacto positivo já que cria um novo fluxo de receita para além das transações básicas que cercam as propriedades, movendo-se para outros serviços presentes no setor. Allon disse que com essa modificação “há tantos dados que você pode aproveitar”.

A Compass possui sem foco no topo do mercado imobiliário. O pensamento é que mais valor traz mais dados e mais necessidade de dados melhores. No entanto, à medida que a empresa continua a crescer, isso também evoluirá, afirmou Allon.

Conseguir investir em boas startups não é uma coisa fácil, principalmente para investidores que estão apenas começando. Estamos montando o Angel Class para ensinar investidores a se tornarem anjos. Conheça a programação.

(Via Tech Crunch)

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão da StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em patrocinar eventos da StartSe, envie um e-mail para patrocinio@startse.com.br

[php snippet=5]