“Começar a investir em startups sozinho é um erro”, afirma Marco Poli, da Closed Gap Ventures

Avatar

Por Isabela Borrelli

2 de Maio de 2017 às 12:16 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Investimento de risco não é uma prática tão difundida no Brasil por vários motivos, que vão desde a mentalidade do país até questões econômicas. No entanto, de acordo com a Anjos do Brasil, isso está mudando e, só em 2015, houve um total de R$ 784 milhões de investimento-anjo voltados para startups.

Com um cenário crescente para investidores-anjo, não é surpresa que até empreendedores possam ter interesse em mudar de lado… O que na verdade é muito comum! Afinal, com o conhecimento de como funciona uma startup, para um empreendedor que queira investir já tem meio caminho andado, certo? Errado. O conhecimento de um CEO, por exemplo, pode ser muito útil se há interesse em oferecer smart money, ou seja, um investimento com algo a mais – no caso, pode ser a experiência e contatos do investidor –, mas, no geral, ele difere e muito do que um investidor-anjo precisa ter.

Mas, então, como começar?

Com certeza, não sozinho. Segundo Marco Poli, da Closed Gap Ventures, investimento de risco é um negócio muito particular e só o capital não basta. “Para quem está começando, meu maior conselho é procurar um investidor que saiba o que está fazendo ou entrar em um grupo de investidores-anjo para começar a capturar o seu conhecimento a partir dessas pessoas”.

Outra dica para investidores que estão começando é participar do Invest Class, um dia de treinamento com os melhores especialistas da área sobre captação de investimentos. “Eu acho que o Invest Class é uma oportunidade muito boa para os empreendedores e investidores que estão começando tanto para ter contato praticantes do mercado, quanto por reunir em um só dia uma densidade de informação muito boa de diversos investidores”, afirma Marco Poli, que também estará presente na próxima edição do curso.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]