Vai participar de um pitch? Veja dicas de como fazer sua apresentação

Em algum momento, todos os empreendedores passarão por um pitch de investmentos

Avatar

Por Júlia Miozzo

14 de abril de 2016 às 15:42 - Atualizado há 4 anos

SÃO PAULO – Embora nem sempre seja o momento certo, muitos empreendedores se preocupam com a questão de conseguir investimentos para seu negócio, seja por acreditar que essa é a única maneira de fazer o negócio crescer ou por uma falta de recursos.

De qualquer forma, o momento de apresentar o projeto para uma banca de investidores nunca é fácil: o nervosismo pode atrapalhar e fazer com que aspectos importantes do produto ou serviço não sejam mencionados – ou sejam explicados de forma errada. Pensando nisso, oito empreendedores explicaram o que empreendedores devem fazer para que a apresentação seja bem-sucedida.

Confira:

Conheça o mercado em que atua
A principal atitude que você pode tomar é ter pleno conhecimento sobre o mercado em que você atua ou vai atuar. Isso te dará uma ideia do potencial de crescimento da sua startup, segundo Rafael Heringer, cofundador do Jurídico Correspondentes, reforçando que esse é um ponto levado muito a sério.

Resolva problemas do dia a dia
Ter um negócio que foque na resolução de problemas comuns e de rotina é algo que atrai investidores. Pode não ser o produto mais criativo do mercado, mas, se for funcional e criar uma solução para o consumidor, ele é uma boa ideia. Segundo o empreendedor Francisco Forbes, CEO da SEED, os produtos devem estar próximos da realidade do usuário.

Faça uma explicação simples, mas memorável
Evite fazer uma explicação complicada de seu produto e empresa, usando palavras difíceis para ter um discurso mais bonito. Apresente seu projeto de forma simples, a maneira como você identificou a demanda dele, como ele se diferencia dos concorrentes e porque deve ser investido. Adriana Barbosa, fundadora da payleven Brasil, indica ter foco e conteúdo em todo o seu discurso.

Seja transparente
Mostrar como seu negócio é na essência, mesmo que ele apresente alguns problemas, é o melhor a se fazer. Os investidores podem aconselhar, dar dicas, apontar alguns problemas que, se resolvidos, deixarão seu negócio pronto para um investimento. A dica de Lucas Melo, cofundador do MeSeems, é para sempre estar aberto para ouvir os conselhos do investidor.

Aponte seus diferenciais
Ao mesmo tempo em que manter o discurso simples é um ponto importante, incluir questões de mercado mais amplas, que apontem maiores características sobre seu mercado, é interessante para que você consiga mostrar quais são os diferenciais de seu projeto em relação ao que já existe nesse nicho.

Segundo Rodolpho Gurgel, CEO da Bidu Corretora, o maior desafio ao apresentar os projetos é se diferenciar de outros negócios que o investidor em questão também esteja avaliando.

Conversa com investidores não é um paredão de fuzilamento
Para Tomas O’Farrell, cofundador da Workana, é interessante que o empreendedor também leve questões para os investidores, fazendo da apresentação um diálogo entre as duas partes. Assim, o resultado será melhor.

Forme um time que se complete
O CEO do Peixe Urbano, Alex Tabor, acredita que montar uma equipe de sócios com competências complementares é importante para transmitir confiança. “Para muitos investidores, a equipe fundadora é mais importante que o modelo de negócio em si, já que por ela é possível mostrar a capacidade de execução do projeto”, explicou.

Teste seu produto
Antes de realizar o pitch de negócios, o empreendedor deve desenvolver o MVP (Produto Mínimo Viável) para que o investidor enxergue uma maior visibilidade na startup – no MVP, é possível enxergar o nível de adesão dos clientes em relação ao produto.

“Quanto mais feedbacks satisfatórios, e de preferência entusiasmados, de seus consumidores durante o período de testes do produto ou serviço, maior será o interesse dos investidores e, consequentemente, mais favorável ficará a negociação do aporte para o empreendedor”, explicou Allan Costa, ex-diretor superintendente do Sebrae/PR.