Startup que auxilia pais que trabalham levanta R$ 7 milhões antes de lançamento

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

4 de outubro de 2019 às 12:12 - Atualizado há 1 ano

Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

As empreendedoras Flavia Deutsch (ex-Acesso) e Paula Crespi (ex-Guiabolso) levantaram R$ 7 milhões para a Theia, startup que conecta pais ocupados com uma rede de profissionais especializados em saúde física e mental. Liderado pela Kaszek Ventures – que já investiu no Nubank, Gympass e Loggi -, o aporte será utilizado para o desenvolvimento e testes da plataforma. O lançamento está previsto para o início de 2020.

O investimento teve participação da MAYA Capital, fundo de capital de risco liderado por mulheres na América Latina, e de investidores-anjos. Deutsch e Crespi decidiram criar a startup para facilitar a vida dos pais que conciliam a parentalidade com trabalho, conectando-os com psicólogos, médicos, enfermeiros e outros profissionais. O contato é realizado através da Theia, em chats ou ligações por vídeo.

“Vamos alavancar dados para mudar significativamente a experiência em torno da parentalidade e do trabalho. Ninguém deveria se sentir sozinho na criação dos filhos, e nós seremos a rede de suporte que essas famílias precisam, antecipando necessidades e trazendo praticidade, apoio e solução para questões que enfrentam. Acreditamos que esse suporte resultará em mais equilíbrio e assim maior retenção e ascensão das mulheres no mercado de trabalho” diz Paula Crespi, COO e cofundadora da Theia.

Em um modelo de negócios semelhante ao do Gympass, o objetivo é que as empresas em que os pais trabalham custeiem a assinatura, como um benefício e uma maneira de melhorar a qualidade de vida das famílias e a produtividade de seus funcionários. De acordo com Flavia, CEO da startup, a Theia irá “promover diversidade, produtividade e engajamento nos colaboradores”.

Trajetória

Flavia Deutsch e Paula Crespi se conheceram enquanto cursavam um MBA em Stanford, uma universidade renomada no Vale do Silício. Deutsch foi diretora de vendas na fintech Acesso por seis anos, enquanto Paula Crespi foi diretora de marketing e produto no Guiabolso por 6 anos. A necessidade de criar a Theia veio a partir de suas próprias experiências na conciliação entre família e trabalho e após conversas com amigos. Como em outros setores, a tecnologia passa a figurar para trazer mais praticidade e qualidade de vida.