#startup do dia: Conheça a AdFácil, startup que potencializa campanhas on-line e economiza seu dinheiro

Avatar

Por Júnior Borneli

18 de dezembro de 2015 às 15:00 - Atualizado há 5 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Você sempre fica na dúvida sobre qual é a melhor estratégia para criar uma campanha de marketing ou vendas na internet? Essa é uma questão com que se deparam muitas pessoas e há uma série de fatores que definem qual rede social, por exemplo, é mais viável para atrair determinado tipo de público.

Pensando nessas situações é que o empreendedor Roberto Rocha criou o AdFácil, uma ferramenta que otimiza as campanhas on-line nos principais canais disponíveis – Google, Facebook, YouTube, Twitter, Blogs, LinkedIn e Bing.

A ferramenta analisa o desempenho da campanha em cada canal de veiculação e direciona o orçamento de maneira inteligente, pausando aquelas em que o resultado não tem sido efetivo. Com isso, o orçamento disponível vai ser direcionado sempre para aquele canal que tem o melhor desempenho, maximizando os resultados da ação. Toda essa movimentação é acompanhada pelo cliente através de um painel.

A startup foi finalista do Concurso Nacional de Startups e do 5º Concurso Acelera Startups. Além disso, participou também do BizSpark, programa de apoio a startups da Microsoft.

A AdFácil está cadastrada na plataforma StartSe e segundo o fundador do negócio, Roberto Rocha, a experiência tem sido positiva: “A experiência tem sido fantástica. Através do StartSe conseguimos trocar ideias com ótimos mentores e mais recente a fomos convidados para uma reunião com uma aceleradora e saímos de lá com ótimas notícias.”