Startup alemã cria Airbnb para refugiados e pode ajudar milhares de pessoas

Da Redação

Por Da Redação

30 de novembro de 2015 às 10:41 - Atualizado há 5 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

O site alemão Flüchtlinge Willkommen achou uma forma de amenizar a grave crise dos refugiados na Europa. Por meio de uma rede de pessoas que disponibilizam quartos vagos em suas casas e apartamentos, é possível acomodar pessoas que vêm das áreas de conflito, principalmente da Síria.

A iniciativa tem chamado a atenção das autoridades, que estão ficando sem espaço para acomodar os mais de 500 mil refugiados que chegaram a Europa só esse ano.

O funcionamento do site, que em português significa “Bem-vindos Refugiados”, é simples: a pessoa indica que tem um cômodo vazio em casa e o site faz contato com organizações de apoio aos refugiados. A única exigência é de que o refugiado seja acomodado em um quarto (e não um sofá, por exemplo) e possa passar uma temporada mínima de 3 meses.

O serviço atende refugiados em 9 países: Alemanha, Áustria, Grécia, Portual, Espanha, Suécia, Holanda, Polônia e Itália. O “aluguel” do quarto para o refugiado é remunerado a partir de doações, que também pode ser feitas pelo site. Dessa forma, mais e mais pessoas com quartos vazios podem ajudar, uma vez que as despesas mínimas com o novo morador serão pagas com doações.

O projeto foi fundado pelos jovens Golde Ebding, Mareike Geiling e Jonas Kakoschke.