Software recém lançado no Brasil insere toda a cadeia de produção na nuvem

Avatar

Por Paula Zogbi

16 de fevereiro de 2016 às 15:18 - Atualizado há 5 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Chega nesta terça-feira ao Brasil o QuickBooks Advanced, que pretende gerir, com tecnologia, toda a parte financeira de pequenas e médias empresas.

Com mais de 1 milhão de assinantes e 5 milhões de usuários, o serviço da Intuit busca trabalhar, na nuvem, com processos que passam por emissões de notas fiscais, controles de vendas e estoques, operações bancárias e todas as outras operações financeiras de empresas de pequeno porte.

“Nossa postura é a de trazer simplicidade a processos de que os empreendedores nem sempre possuem o conhecimento prévio”, explica André Macedo, Country Manager da Intuit Brasil. “Em tempos de crise, as pessoas empreendem mais por necessidade do que por oportunidade, e essa é a realidade do país agora”, comenta. “Por isso, nem sempre existe a possibilidade de estudar processos financeiros e gestão antes de abrir o negócio”.

A trajetória da Intuit no país recomeçou no ano passado, com a aquisição da startup ZeroPaper, voltada a gestão financeira de microempresas e MEI. “Antes, o empreendedor usava o QuickBooks ZeroPaper quando abria a empresa e, ao precisar de mais ferramentas, como o controle de vendas, migrava para outro software. Agora, podemos acompanhar toda a cadeia de produção da empresa por um preço acessível”, explica André.

A versão mais simples e gratuita do QuickBooks ZeroPaper já possui funções de relatórios e de contas a pagar e receber. Por R$ 29,90 mensais, o usuário do QuickBooks ZeroPaper Plus já passa a emitir Notas Fiscais, controlar contas bancárias e aumentar o número de usuários. O lançamento deste dia 16, com todas as funcionalidades da cadeia completa, sai por R$ 90,99 mensais, e pode ser testado gratuitamente por qualquer um durante um mês.

Mortalidade e conectividade

O Brasil é o país mais empreendedor do mundo, de acordo com o Global Entrepreneurship Monitor.

Ao mesmo tempo, quase metade das empresas brasileiras fecha nos primeiros três anos de funcionamento quando, segundo André, mais precisam de auxílio com questões financeiras. “Uma das nossas metas é justamente diminuir a mortalidade das empresas no país, com um método simples e didático de gerenciar esses processos financeiros”, explica o executivo.

A obrigatoriedade da Nota Fiscal Eletrônica facilita ainda mais esse processo. De acordo com o Sebrae, o número de empresas brasileiras, de todos os tamanhos, com acesso a internet hoje fica entre 98% e 99% do total. “Dessa forma, ficou muito mais fácil a nossa penetração no mercado do país”, explica André.

Para melhor atender o país, a Intuit passou 2015 estudando as necessidades fiscais, as ferramentas e realizando parcerias. “Hoje, os aplicativos são conectados com os cinco maiores bancos do país: Bradesco, Caixa Econômica, Santander, Itaú e Banco do Brasil”, conta André, “além de permitir a emissão de Notas Fiscais Eletrônicas, boletos e substituir planilhas, tudo na nuvem”.

Liderança

André comenta que, por enquanto, os planos são relativamente simples no Brasil, que é um mercado chave: “já somos a plataforma líder no país. Queremos continuar sendo e, com o feedback dos usuários e testes neste primeiro momento, melhorar cada vez mais os nossos serviços por aqui, ainda pode ter passado algum detalhe de tradução, por exemplo”. Não há metas de expansão agressiva de número de usuários para esse ano fiscal, que termina em julho. “Ainda estamos conversando sobre esses planos”, explica.