Se você tem medo de que o investidor roube a ideia, nem tente levantar dinheiro

Da Redação

Por Da Redação

23 de junho de 2017 às 12:24 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Você tem uma ideia de negócio sensacional, uma startup inovadora e precisa de dinheiro para acelerar seus planos? Bom, então prepare-se para abrir seus planos em detalhes para potenciais investidores – e nem pense em tentar captar dinheiro se você não quiser contar sua ideia maravilhosa.

A pior abordagem possível (e muito comum) é querer esconder algo do investidor. “O pior é quando ele relata que tem o negócio mais inovador do mundo e se recusa a falar sobre, com medo de que alguém possa roubar sua ideia e pede um acordo de confidencialidade criando uma situação desconfortável”, explica Camila Farani, investidora-anjo do Gávea Angels e uma das estrelas do programa Shark Tank, no Canal Sony e Band.

Já a melhor abordagem é ser bastante aberto e mostrar o seu nível de compreendimento sobre seu negócio e mercado desde o começo, em seu pitch. “A melhor abordagem é ele ter todas as informações do negócio, ter indicadores, todas as informações da empresa, estratégias de crescimento, ou seja, demonstrar o nível de profundidade que ele tem do próprio negócio”, destaca.

A primeira coisa que se precisa saber é quem é o empreendedor e a perspectiva que existe para a empresa, para então começar a aprofundar a conversa, culminando no investimento. “O primeiro processo em um investimento é conhecer o investidor, marcar um encontro para esse relacionamento, entender por completo o modelo de negócio e ter um termômetro de expectativa entre caixa disponível e valor aportado, ou seja, quanto a empresa pode esperar para receber o aporte sem comprometer seus indicadores e execução”, salienta.

Quanto mais você falar, mais o investidor poderá te conhecer e entender que tipo de empreendedor você realmente é. Se você não falar nada, o investidor nunca vai se interessar – ele não vai acreditar na sua promessa de “ter o negócio mais revolucionário de todos” sem nenhuma informação sobre você e sobre o negócio. Abrir o máximo de informações é essencial para que você consiga o dinheiro para investir em sua empresa.

Veja mais: baixe o ebook “Manual Básico para Captação de Investimento”

Só que tudo isso é um processo demorado – o dinheiro não vem instantaneamente como no Shark Tank – e necessita de vários encontros até que tudo esteja alinhado entre investidor. “Isso pode levar até dois meses a três meses para decidir o investimento. Precisa mostrar o modelo de negócio, quão escalável ele é, estratégia de crescimento e a possível compra do negócio”, completa.

Ela acredita que há muitas lições a serem aprendidas com o Shark Tank. “Pode aprender tanto como empreender, estratégias de negócios, fazer um bom pitch, ou seja, uma ferramenta usada pelos empreendedores para ‘vender’ o projeto da sua empresa para potenciais investidores, e entender os principais aspectos da empresa, entender quais são os principais aspectos do negócio para realizar um investimento e o que realmente interessa aos possíveis investidores”, termina.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]