Reduzir o tempo de trabalho para 6 horas pode aumentar produtividade

Avatar

Por Isabella Câmara

21 de Maio de 2018 às 14:49 - Atualizado há 3 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Se uma companhia realmente quer deixar seus funcionários felizes, ela pode considerar cortar suas horas de trabalho. Pelo menos foi isso que uma cidade sueca fez. Pesquisadores da segunda maior cidade do país, conduziram um estudo de 23 meses testando a jornada de trabalho de enfermeiras em uma unidade de saúde mental – cada uma trabalhava cerca de seis horas por dia. As horas das enfermeiras foram cortadas, mas o salário não foi.

Eles descobriram que, como resultado de trabalhar menos horas, os níveis de produtividade dos enfermeiros aumentaram. No geral, os enfermeiros que trabalhavam seis horas por dia tiveram 4,7% menos dias de licença por problemas de saúde do que quando trabalhavam oito horas. Além disso, a proporção de enfermeiros que ainda tinham energia após seus turnos também aumentou – de aproximadamente 20% para 50%.

O estudo concluiu que, trabalhando menos dias, os enfermeiros gerenciavam melhor suas funções e eram mais felizes, mais saudáveis ​​e menos estressados. Os resultados do estudo inspiraram muitas empresas na Suécia a adotar uma jornada de trabalho de seis horas.

A jornada de trabalho de seis horas é uma ideia que vem circulando pela Europa desde 1989, mas que nunca decolou. No entanto, uma outra pesquisa descobriu que seis entre dez chefes acreditavam que a redução da jornada de trabalho para seis horas seria benéfica para os negócios.

Mas como, exatamente, um dia de trabalho encurtado pode ser vantajoso tanto para empresas quanto para funcionários?

1. Redução do estresse

Como apontado pelo American Institute of Stress, inúmeros estudos mostram que o nervoso passado no trabalho é de longe a principal fonte de estresse para americanos. Mas a boa notícia é que gastar menos tempo no trabalho pode aliviar o estresse diário. Ao invés de gastar mais duas horas por dia se preocupando com prazos e e-mails, o profissional consegue dedicar mais tempo para si mesmo – e encontrar um equilíbrio saudável entre a vida pessoal e profissional.

A diminuição do estresse, de acordo com pesquisadores da Noruega, resulta em relacionamentos mais saudáveis entre a equipe. Relacionamentos positivos no local de trabalho são essenciais para um negócio de sucesso, pois aumentam a produtividade e desfrutam de taxas de retenção mais altas.

2. Socialização excessiva diminui o desempenho

Embora a socialização no trabalho aumente a produtividade, também há desvantagens quando ela é excessiva. De acordo com um estudo feito com 180 equipes de uma agência de viagens, a socialização em excesso faz com que membros individuais adotem um pensamento de grupo – isso inibe o desenvolvimento de novas ideias e estratégias.

Além disso, não importa o quão bem um funcionário se dá bem com outra pessoa, passar quase 50 horas por semana juntos pode prejudicar um relacionamento. Com um dia de trabalho de seis horas, um funcionário só gastará 30 horas por semana com seus colegas, não mais 40 ou 50. Isso não apenas evita que os membros da equipe fiquem cansados ​​um do outro, mas também garante que eles mantenham seus próprios pensamentos e ideias independentes.

3. Aumento de produtividade

Todos precisam de um tempo longe do trabalho, isso pode aumentar a produtividade, porque evita o esgotamento emocional e aumenta a criatividade. Novamente, quando os membros individuais da equipe são mais produtivos e satisfeitos, a positividade irradia para o local de trabalho como um todo.

Ou seja, um dia de trabalho de seis horas poderia ser uma solução simples e eficaz para afastar as pessoas do trabalho com mais frequência.

4. Funcionários mais saudáveis

Ao gastar menos tempo no trabalho, e usá-lo de forma mais produtiva, os funcionários ficam menos estressados, não sentem que estão sobrecarregados e, em geral, são mais felizes. Além disso, com esse ritmo de vida, essas pessoas têm tempo suficiente para participar de atividades mais saudáveis. Como resultado, o sistema imunológico de um funcionário é muito mais forte – o que significa que os colegas não precisam se preocupar em pegar alguma doença de um colega de trabalho.

5. Menos faltas e erros

Muitas pessoas acabam ficando para atrás e não acompanhando o restante do time, seja por preguiça ou por exaustão. Quando alguém está sobrecarregado, essa pessoa tende a ser menos produtiva e mais propensa a cometer erros em sua rotina de trabalho.

Ao invés de trabalharem juntos em direção a um objetivo comum, os membros da equipe acabam por se ressentir com colegas menos produtivos. É por isso que trabalhar menos horas é uma boa saída para evitar situações desse tipo. Trabalhar seis horas dá aos funcionários a oportunidade de recarregar suas baterias para que permaneçam no desempenho máximo, aumentando sua própria produtividade e a de seus colegas de equipe.

6. Funcionários mais engajados

Quando os funcionários trabalham menos horas por dia, eles tendem a aprender mais sobre as metas e objetivos da empresa. Os funcionários que se sentem bem – e que sentem que suas necessidades foram ouvidas ou antecipadas pelo seu empregador – estarão comprometidos em aceitar a missão e a visão da empresa. Como resultado, as equipes estarão unidas para atingir as mesmas metas e objetivos.

Um dia de trabalho de seis horas pode soar como um sonho, mas também pode ser a melhor coisa que você faz para sua equipe. Os benefícios de dar a sua equipe 10 horas de “folga” por semana podem, na verdade, resultar em uma recompensa maior do que a jornada de trabalho de oito horas atual faz.

(Via: Entrepreneur)