Startup Farm abre inscrições para o seu 1º programa de aceleração de 2019

O programa possui três módulos que têm por objetivo dar todas as condições necessárias para que as startups possam desenvolver seus negócios

Avatar

Por Da Redação

30 de janeiro de 2019 às 16:38 - Atualizado há 1 ano

A aceleradora Startup Farm acaba de abrir inscrições para a primeira edição do seu programa de aceleração de 2019. O programa conta com grandes parceiros como Banco do Brasil, Google For Entrepreneurs, Falconi Consultores de Resultado e Baptista Luz Advogados.

Desde 2011 a aceleradora já realizou 28 programas de aceleração em várias cidades do país, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Florianópolis. Esta edição vai acontecer em São Paulo.

O programa selecionará startups para um período de seis meses em ritmo intenso de aceleração. Todas as edições contam com uma ampla rede de mentores, investidores e especialistas do mercado. A Startup Farm já acelerou, desde 2011, mais de 300 startups, que possuem valor de mercado agregado superior a US$ 1 bilhão.

Startups de alto impacto

Nas edições anteriores várias empresas se destacaram e vem ganhando mercado no Brasil e no mundo. A Hoobox Robotics é um exemplo. A startup desenvolve sistemas de monitoramento humano e detecta seus comportamentos nos setores de saúde, transporte, segurança e varejo. A Hoobox recebeu investimento do hospital Albert Einstein.

Outro exemplo de empresa que passou pelo programa de aceleração da Startup Farm é a Total Cross, única startup brasileira selecionada no K-Startup Challenge da Coréia do Sul em 2017. A Total Cross é uma startup cearense que opera uma plataforma de desenvolvimento de aplicativos móveis que utiliza somente Java.

Outros exemplos são a fintech Vérios, startup de gestão automática de carteiras de investimento, que captou no ano passado R$ 5,3 milhões em investimento (liderado por e.Bricks Ventures), e a Instanteaser, que possui como clientes cinco das maiores empresas do mundo.

Como funciona o programa de aceleração

Os selecionados serão informados em abril e o programa terá início em 4 de maio. “Nos últimos anos, devido a fatores econômicos e ao amadurecimento do ecossistema de inovação e de startups vimos que o interesse em nosso programa cresceu, assim como a qualidade dos fundadores. A nossa expectativa neste ano é de receber ainda mais inscrições de startups com este perfil, e de fundadores que possam criar negócios de alto potencial.”, disse Alan Leite, presidente da Startup Farm.

O programa possui três módulos que têm por objetivo dar todas as condições necessárias para que as startups possam desenvolver seus negócios:

Laser focus: Com duração de 6 semanas, esta etapa é uma imersão para os fundadores trabalharem na construção do modelo de negócios da sua startup, com suporte da Startup Farm e de uma ampla rede de mentores, parceiros e investidores. Essa etapa é presencial e acontece em São Paulo.

Get Sales Done: Neste módulo de 5 semanas, a startup trabalhará na construção de uma estratégia de vendas e definirá as principais métricas de desempenho do seu negócio.

Fundraising: Com 15 semanas de duração, o objetivo desta etapa é que as empresas aceleradas estruturem uma estratégia de captação de recursos, elaborando uma projeção de necessidade de capital e definam quais os investidores que fazem sentido para o seu negócio.

Depois de passar por todas estas etapas, as startups poderão se apresentar a uma banca de investidores e executivos de grandes corporações para o evento mais esperado do programa – o Demo Day.

A Startup Farm poderá investir até R$ 150 mil por até 5% do negócio conforme valuation na rodada seguinte de investimento. Além disso, as startups aceleradas terão também acesso à R$1,2 milhões em benefícios de empresas parceiras e ferramentas de trabalho.

As inscrições podem ser feitas até o dia 26 de fevereiro pelo site.