Preços do Walmart chegaram nos da Amazon… e isso assusta a empresa de Bezos

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

28 de novembro de 2017 às 10:30 - Atualizado há 3 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

A Amazon é conhecida por ser um e-commerce com preços baixos, muito baixos – muito menores que os. Pelo menos, era. Um estudo realizado por dois anos pela Market Track mostrou que os preços do Walmart são apenas 0,3% superiores que a média da Amazon. Em algumas categorias, os preços do Walmart são até menores que as da Amazon.

É o caso dos dispositivos wearables (que podem ser usados no corpo, como smartwatches). Neste ano, os smartwatches e fitness trackers vendidos no Walmart estavam com o preço 6,4% menor do que da Amazon.

Esse é resultado de uma estratégia do Walmart, que apenas em 2016 gastou US$ 1 bilhão na redução de preços, buscando maior competitividade com o e-commerce de Jeff Bezos. A Amazon é responsável por quase metade das vendas por e-commerce nos Estados Unidos, enquanto o Walmart domina apenas 3,6% das vendas online do país. Fatia essa que eles querem (e muito) crescer.

A estratégia parece já estar funcionando, já que a receita do Walmart cresceu 50% neste ano devido ao e-commerce. O CEO do Walmart.com no Brasil estará presente na maior conferência de varejo e tecnologia do país, onde ele poderá falar sobre como a rede está dando a volta por cima e explicar medidas que podem ajudar seu negócio também. Confira aqui.

O investimento nas lojas físicas foi realizado também em parcerias – é o caso da startup Deliv, pois o Walmart deseja entregar as compras para os clientes no mesmo dia.

Outra estratégia encontrada pelo Walmart para competir com a Amazon foi de baixar os preços da loja física, em comparação com as lojas online. Isso significa que em alguns casos, os produtos nas lojas físicas do Walmart são mais baratos que da Amazon. E a empresa ainda foi além: o Walmart criou até novos sabores de frutas e vegetais para vender produtos diferenciados e ganhar da concorrência.

(Via Business Insider)

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão da StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha em patrocinar os eventos da Startse, entre em contato no patrocinio@startse.com.

[php snippet=5]