Para ampliar sua área imobiliária, Brookfield quer comprar shopping da GGP

Ação que era boato no mercado foi confirmada por ambas as partes e conta com a Goldman Sachs como consultor financeiro

Avatar

Por Elena Costa

13 de novembro de 2017 às 14:39 - Atualizado há 2 anos

A gigante Brookfield Asset Management ofereceu US$ 14,8 bilhões para adquirir shopping da GGP que confirmou a oferta e que montou um comitê para analisá-la. O comitê conta com a presença do Goldman Sachs.

A companhia canadense ofereceu US$ 23 por cada ação em circulação que ainda não é dona. Ato que foi confirmado em relatório nesta segunda. Ela já possui uma participação de 34% na GGP que comprou para evitar a falência da companhia.

A atitude tem o objetivo de garantir a Brookfield um espaço no varejo classe A em centros urbanos. Isso seria possível pois a empresa combinada possuí ativos no valor de cerca de US $ 100 bilhões, dando ao administrador de ativos um acesso maior a esses espaços.

Após a confirmação da oferta as ações da GGP subiram 4% de premarket para US$ 23,50, superando o preço da oferta inicial. Com o movimento em shopping diminuindo, já que os clients optaram por comprar on-line, chama a atenção do mercado a atitude da Brookfield.

Atenção essa que é justificada pelo fato que shoppings estão sendo forçados a fechar por falta de clientes e por mais de 6400 lojas de cadeias serem fechadas, como a da RadioShack e Kmart.

Em meio a transformação que o varejo está sofrendo com o e-commerce modificações no mercado estão sendo observadas por parte das empresas. Discuta, troque ideias e aprenda mais sobre esse tema no nosso RetailTech Conference .

(Via Business Insider)

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]