Morre, aos 24 anos, co-fundador da Foxbit

Da Redação

Por Da Redação

26 de dezembro de 2018 às 00:14 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Morreu na tarde desta terça-feira (25), aos 24 anos, o empresário Luís Augusto Schiavon Ramos. Guto, como é conhecido, foi um dos fundadores da Foxbit.

A Foxbit é uma bolsa de Bitcoins, com sede em São Paulo, fundada em 2014, para fomentar, por meio de tecnologia, a negociação de criptomoedas. Possui mais de 400 mil clientes cadastrados e quase 6 bilhões transacionados.

Guto morreu em um acidente automobilístico, na rodovia João Ribeiro de Barros (SP-294), no interior de São Paulo. Três veículos estiveram envolvidos no acidente.

O acidente deixou cinco pessoas feridas na rodovia. Segundo a polícia, apenas Guto morreu, as outras vítimas foram socorridas em estado grave.

Empreendedor curioso

Guto foi co-fundador e diretor de operações da FoxBit. Nascido em Marília, no interior de São Paulo, se dizia curioso por novas tecnologias. O empreendedor conheceu o Bitcoin em 2011, mas devido a pouca informação na época, não teve muito interesse pela criptomoeda.

Só em 2013 ele entrou de cabeça no Bitcoin, estudando sobre o assunto e minerando Litecoin em casa. Em 2014, Guto e dois amigos montaram a Foxbit.

Em Nota de Falecimento, divulgada em sua página no Facebook, a FoxBit declarou:

“Comunicamos com profundo pesar o falecimento do fundador e diretor de Operações da Foxbit, Luís Augusto Schiavon Ramos, o Guto, aos 24 anos, na tarde desta terça-feira, 25 de dezembro, vítima de acidente automobilístico na rodovia João Ribeiro de Barros (SP-294), em Marília (SP).

Bacharel em Sistemas de Informação pelo Centro Unversitário Euripedes de Marília e técnico em Mecânica de Usinagem pelo SENAI, Guto Schiavon fundou a Foxbit em 2014 ao lado de João Canhada, CEO da empresa.