Mendigo recusa emprego com salário de US$ 100 mil na IBM

Avatar

Por Júnior Borneli

11 de dezembro de 2015 às 11:14 - Atualizado há 5 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

James Simmons é um morador de rua que sobrevive graças a refeições gratuitas fornecidas pelo governo dos Estados Unidos. Seu tempo é dividido entre viver na rua e nos abrigos oficiais, em quartos coletivos com outras 60 pessoas.

Com 55 anos de idade, ele não se afasta do seu laptop e mostra, com orgulho, as ofertas de emprego que recebeu só na última semana: IBM, Wells Fargo, Frontier Airlines, T-Mobile, Experian e Daimler Chrysler. Todos interessados em explorar suas décadas de experiência como auditor de sistemas de informação. Quase um “cyber policial”, como ele mesmo se intitula.

Em uma dessas ofertas de emprego, recebidas na última semana, o salário anual era de US$ 100 mil dólares, quase R$ 400 mil reais.

A vida de James mudou radicalmente quando, em 2006, ele foi preso acusado de tráfico de drogas e resistência à prisão. Porém, três meses depois, foi solto porque constatou-se que sua prisão havia sido um equívoco e ele não era traficante de drogas.

O caso destruiu sua carreira. Perdeu o emprego, a casa em um condomínio de alto padrão e uma BMW. Passou a ingerir bebida alcoólica em grande quantidade e acabou virando morador de rua.

Para se manter atualizado na sua profissão, James estuda manuais de TI nos abrigos onde dorme e mostra uma determinação excepcional.

Nesse momento, ele está se preparando mentalmente para voltar a atividade. Recusou as últimas ofertas de emprego por considerar que ainda precisa de mais tempo para se recuperar do vício do álcool e encontrar um lugar melhor para viver.