Lemann procura startups de projetos educacionais revolucionários

Os empreendedores selecionados serão orientados por mentores, participarão de workshops, terão acesso a profissionais da área e espaço para interação, além de apoio financeiro para cada equipe

Avatar

Por Júlia Miozzo

13 de Maio de 2015 às 15:28 - Atualizado há 5 anos

SÃO PAULO – A Fundação Lemann abriu seleções para projetos que prometem revolucionar a educação através da tecnologia. Os dois editais disponíveis chamam-se Start-Ed Lab e Chamada de Projetos para o Engajamento de Pais na Educação.

O primeiro é voltado para o auxílio a empreendedores nas fases iniciais do negócio, de desenvolvimento e distribuição. Para participar, o produto deve ter pouco tempo de mercado ou ainda não ter sido lançado. É indispensável que o projeto tenha caráter tecnológico do projeto e vise um impacto à educação brasileira.

O StartSe quer ajudá-lo a chegar ao sucesso. CLIQUE AQUI e descubra como Zero Paper, Conta Azul, Boo-Box e Descomplica conquistaram investidores!

De acordo com informações da Exame, os projetos que forem selecionados terão seus membros na rede colaborativa Start-Ed, que estimula o desenvolvimento do ambiente de empreendedorismo e inovação na educação brasileira. As inscrições estão abertas até o dia 5 de junho e a lista dos selecionados sai no dia 6 de julho, no site da fundação.

Já o edital Chamada de Projetos para o Engajamento de Pais na Educação tem como objetivo encontrar empreendedores que possam desenvolver uma solução tecnológica para alavancar o apoio dos pais na educação dos filhos fora do ambiente escolar. A solução deve ser baseada em uma pesquisa feita em conjunto pela Fundação e Omidyar Network. Para esse programa, as inscrições podem ser feitas até o dia 17 de maio, com divulgação dos selecionados no dia 23 de junho.

Os empreendedores selecionados serão orientados por mentores, participarão de workshops, terão acesso a profissionais da área e espaço para interação, além de apoio financeiro para cada equipe – no Start-Ed Lab, o valor é de até R$ 20 mil e, no segundo edital, de até R$ 300 mil.