Investimentos em startups sofrem queda após registrar pico em meados de 2015

Pico detectado não significa que o mercado está em bolha ou que o mercado irá sofrer uma implosão iminente do private equity

Avatar

Por Elena Costa

30 de outubro de 2017 às 07:47 - Atualizado há 2 anos

investimento

O ‘peak startup’ chegou e isso significa que o mercado está desacelerando para esse ciclo e retornando para o ponto que estava 6, 7 anos atrás. Segundo o TechCrunch a queda pode ser observada no volume de negócios e dólares realizadas por este mercado.

Para chegar nesta conclusão foram comparados o volume de mercado e dólares dos 5 principais investidores dos EUA: Califórnia, Nova York, Massachusetts, Washington e Texas. Eles utilizaram esses estados porque juntos representam mais de 65% dos mais de 55.800 empreendimentos de risco conhecidos nos EUA.

Como vemos no gráfico abaixo, houve um pico no começo de 2015 e depois o início de um declínio, ou seja, o mercado está voltando para onde estava 6, 7 anos atrás.

O TechCrunch afirma ter verificado os dados do pico após o seu jornalista Jon Evans demonstrar esse fato em reportagem e confirmar que o pico veio e foi. O jornalista comentou os motivos que levaram a queda do venture capital.

Evans disse que “todos nós vivemos revoluções mundiais maciças de hardware – o crescimento da internet e a adoção de smartphones – assumimos erroneamente que outro está ao virar da esquina”. Reiterou que passamos por duas ondas: a primeira foi a da internet e a segunda do smartphones.

Já a terceira, segundo Evans, está ocorrendo devido aos investimentos em AI, VR/AR, carros autônomos, drones e outras tecnologias. Mas como “não há um caminho previsível para a adoção generalizada devido as despesas para construir esses sistemas e do menor fornecimento de talentos, esta terceira onda é, para modificar ligeiramente o título de um romance Cormac McCarthy, nenhum país para empresas jovens”. Ou seja, são grandes empresas que estão liderando esta.

Contudo, muitas startups de outras áreas estão ainda levantando investimentos e sendo adquiridas por grandes empresas. Aprenda sobre a captação de investimentos com o e-book “Manual Básico para Captação de Investimentos”, para que você saiba o melhor momento de começar a buscar capital para a sua startup.

(Via Tech Crunch)

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em patrocinar eventos da StartSe, envie um e-mail para patrocinio@startse.com.br

[php snippet=5]