Fundador do Easy Taxi quer criar o maior salão de beleza do mundo

Avatar

Por Júnior Borneli

29 de janeiro de 2016 às 10:51 - Atualizado há 5 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Já pensou pedir serviço de beleza e bem-estar por delivery? Tallis Gomes, fundador e ex-CEO da Easy Taxi, já. Ele acaba de lançar a versão mobile da sua nova startup, a Singu. A ideia da plataforma é oferecer em apenas alguns cliques os serviços de massagem, maquiagem, manicure e penteado na casa ou trabalho dos usuários de forma geolocalizada. O aplicativo chega disponível para iOS por enquanto, mas expandirá para android nas próximas semanas. Por enquanto, os usuários de outras plataformas podem acessar o www.singu.com.br, para contratar os serviços diretamente da versão web do produto.

O aplicativo é o único no segmento que usa nomes renomados para fazer a curadoria dos looks vendidos na plataforma. Wanderley Nunes, referência internacional no segmento de moda e beleza, Cida Nunes, maquiadora e especialista em design de sobrancelhas, ambos conhecidos como maquiador/cabelereiro dos artistas, possuem especializações nas melhores escolas de beleza do mundo.

“O Brasil é o terceiro país que mais consome beleza no mundo. São Paulo só perde para Tóquio e Nova Iorque. Então queremos unir essa preocupação com beleza e a mobilidade reduzida pelo trânsito, para solucionar dois problemas e mudar o paradigma de consumo de serviço, onde hoje, o cliente deve se deslocar até o prestador de serviço, nós achamos que isso deve acontecer ao contrário. O tempo do cliente passa a ser a prioridade, mas sem esquecer a qualidade do serviço”, explica Tallis Gomes, CEO e fundador da Singu.

A  Singu também traz vantagens para os profissionais de beleza e bem estar, (que após passar pelo processo de treinamento da Singu, são chamados de artistas). Estes profissionais terão uma alternativa à porcentagem de 50% que os salões retiram do valor do serviço. Com a Singu, 70% do valor do serviço fica com o artista, aumento em 40% da renda além de poderem organizar sua própria rotina de trabalho de forma independente.

“Optamos por ter uma equipe de profissionais que é melhor remunerada, mas também que tem um padrão de qualidade absolutamente superior ao oferecido nos salões; investiremos literalmente centenas de milhares de reais na construção deste treinamento, para entregar uma experiência SINGUlar. A Singu, não é uma empresa de beleza, é uma empresa de tecnologia que vende experiência no consumo de beleza e bem-estar. ”, completa Gomes.

O aplicativo de beleza e bem-estar quer facilitar a vida da mulher moderna levando serviços como massagem, manicure, cabeleireiro e maquiador, até o próprio cliente. O serviço é geolocalizado, buscando facilitar a vida do profissional, que consegue concentrar o atendimento em determinada região e não precisa pagar cerca de 50% do valor recebido ao salão. O nome, baseado na palavra ‘singular’, se refere à qualidade e exclusividade do serviço prestado. Por enquanto, o aplicativo é disponível somente na cidade de São Paulo, em breve em todo o país.