Confira o que rolou na 6ª Edição do Fórum Empreendedoras

Além de palestras e painéis com personalidades importantes do cenário empreendedor, o evento contou com oficinas de capacitação, feira de exposição e workshops

Avatar

Por Isabella Câmara

20 de setembro de 2017 às 18:58 - Atualizado há 2 anos

A sexta edição do Fórum Empreendedoras, evento organizado pela Rede Mulher Empreendedora (RME), ocorreu na última terça-feira no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo. Com o objetivo de fortalecer o empreendedorismo, fomentar negócios entre mulheres e oferecer capacitações, o Fórum trouxe como tema principal o “Empreendedorismo e o empoderamento econômico da mulher”, e contou com mais de 1.500 pessoas.

Período da Manhã

A pesquisa Quem São Elas 2016 deu início às discussões sobre o perfil das mulheres empreendedoras. A pesquisa mostrou que 41% dos negócios foram iniciados há menos de três anos, o que revela que as mulheres estão empreendendo cada vez mais. Segundo Ana Fontes, fundadora da RME, um dos motivos que fazem crescer o empreendedorismo feminino são os ambientes corporativos hostis e a busca por mais qualidade de vida, uma vez que cerca de 75% das mulheres decidem empreender somente após a maternidade.

Ana Fontes, fundadora do RME, apresenta os dados da pesquisa Quem São Elas?

Em seguida, Camila Colnago, mentora e influenciadora da Rede Mulher Empreendedora, conduziu o painel de debate da Pesquisa Empreendedores e seus Negócios 2017 que contou com a participação de Maria Adelaida Saldarriaga, Field and Representative Experience Vicepresident da AVON no Brasil, Camila Fusco, diretora de empreendedorismo do Facebook na América Latina, e Adriana Maia, diretora de comunicação e experiência do cliente da Sage. Nele, foram comentadas as iniciativas adotadas pelas empresas,como o Ela Faz História, do Facebook.

Após a discussão, Andrea Chamma, especialista no mercado financeiro, subiu ao palco e palestrou sobre como liderar e inspirar com autoconfiança em um momento de mudanças nas tendências globais. Segundo Andrea, é preciso criar metas, levando em consideração fatores como mercado, cliente, time e prazos, para que o negócio não seja dominado pela inércia.

O segundo painel, mediado por Carolina Sandler, fundadora do Finanças Femininas, contou com a presença de Nathalia Arcuri, criadora do site Me Poupe!, Denise Damiani, executiva na área de business e tecnologia, e Maria Eugênia Sosa, gerente de sustentabilidade e negócios inclusivos do Itaú Unibanco, para discutir sobre como melhorar a relação entre mulheres e dinheiro. Foram abordados desde questões históricas até questões de desigualdade de salário entre homens e mulheres, que podem chegar até 30%!

Startups lideradas por mulheres foi o tema abordado no último painel da parte da manhã, mediado por Mariana Macário, que atua área de Diversidade e Inclusão do Google. O debate contou com a presença de Gabriela Corrêa, criadora do app LadyDriver, Tânia Gomes, fundadora da 33/34, e Tatiana Pimenta, CEO e fundadora da Vittude, que contaram as suas experiências pessoais no mundo das startups.

Período da Tarde

Após o almoço, a programação continuou com uma tarde repleta de painéis e palestras. Mediado pela Maria Rita Spina, diretora executiva da Anjos do Brasil e fundadora do MIA – Mulheres Investidoras Anjo, o quarto painel do dia falou sobre o acesso a crédito e investimento para mulheres. Ana Paula Wey, fundadora da Triple Seven, Fernanda de Lima, CEO da Gradual Investimentos, e Marcelo Nakagawa, professor de Empreendedorismo e Inovação do Insper, discutiram sobre as opções de investimentos possíveis e concordaram com a ideia de que mais importante do que o dinheiro, é como se usa ele. Nele, Fernanda de Lima anunciou o lançamento da W55, iniciativa que busca apoiar mulheres empreendedoras.

Paola Carosella, chef e jurada do MasterChef, e Ana Fontes, fundadora do RME

Adriana Carvalho, da ONU Mulheres, mediou o debate do quinto painel que questionou o que as instituições, que são lideradas por homens, estão fazendo pelas mulheres. Cassio Spina, fundador da Anjos do Brasil, Amure Pinho, Presidente da Associação Brasileira de Startups, e Camila Achutti, fundadora da Mastertech, discutiram sobre a busca de um ecossistema melhor para a empreendedora.

Um dos destaques do evento, Paola Carosella, que é empreendedora, chef e jurada do MasterChef, contou um pouco sobre sua história no empreendedorismo. A cozinheira acredita que umas das barreiras que podem atrapalhar os empreendedores é a comparação e a cobrança excessiva. “Quando a gente empreende, queremos fazer o melhor, mas muitas vezes nessa busca usamos a comparação e a cobrança. A gente precisa ter um olhar generoso consigo mesmo igual temos com amigos”, aconselha Paola.

Em seguida, a palestra da chef, Chieko Aoki, fundadora da rede hoteleira Blue Tree, focou sua palestra no cliente. Segundo a especialista, a base para conquistar e fidelizar alguém é o encantamento, a gentileza e a simpatia.

Depois, subiram ao palco Dilma Campos, fundadora da Outra Praia, Ana Elisa Siqueira, presidente do Grupo Hospital Santa Celina, e Karina Diniz, diretora e sócia do Grupo Drogaria Iguatemi, para discutir sobre o empoderamento econômico feminino. A mediação foi realizada por Junia Nogueira de Sá, jornalista, que defendeu a necessidade de incentivar meninas a serem gestoras.

O último painel do dia tratou sobre o acesso à tecnologia e contou com Maitê Lourenço, fundadora do BlackRocks, Carine Roos, especialista em sistemas da informação, Camila Achutti, cofundadora e CTO do MasterTech, e Iana Chan, jornalista da área, que mediou o debate. Além de discutirem a falta de diversidade no campo da tecnologia, elas também alertaram para a crescente importância de ter conhecimento na área.

Rachel Maia, CEO da Pandora Brasil

Por fim, para encerrar o evento, Rachel Maia, CEO da Pandora Brasil, subiu ao palco e contou sobre a sua trajetória. Além de contar das iniciativas da Pandora para promover um ambiente de trabalho positivo e igualitário, o que, segundo ela, precisaria melhorar, uma vez que na empresa há muito mais mulheres em posições de liderança do que homens! Segundo Maia, de fato, nós estamos vivendo uma virada onde mulheres irão conquistar cada vez mais espaço: “Nós somos precursoras dessa virada!”, incentivou.

Workshops e Feira de Expositores

Além dos painéis e palestras, o Fórum ofereceu um Espaço de Capacitação, com workshops de finanças, marketing, gestão e vendas, e Espaço Melhores Mentores, com mais de 20 mentoras experientes. Outro destaque do evento foi um workshop de Facebook para negócios, ministrado pela própria empresa durante todo o evento.

A Feira de Expositores também foi mantida, e contou com mais de 30 estandes de negócios com o objetivo de dar visibilidade e estimular contatos e parcerias entre empreendedoras. Neste ano, além de um estande do Consulado dos EUA, o evento abriu espaço para dez projetos sociais liderados por mulheres.

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]