Fipase, PISO e Centro Paula Souza se juntam para fomentar empreendedorismo

Avatar

Por Lucas Bicudo

26 de abril de 2017 às 11:13 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Fipase – entidade gestora do Supera Parque de Inovação e Tecnologia – e o PISO – Polo Industrial do Software – oficializaram uma parceria com o Centro Paula Souza – autarquia do Governo do Estado de São Paulo que administra Escolas Técnicas (ETECs) e Faculdades Técnicas (Fatecs).

O objetivo é criar ações de fortalecimento do ecossistema empreendedor e tecnológico de Ribeirão Preto.

“O setor empresarial, com a participação da Fipase, ajudou na definição dos cursos a serem implantados na Fatec Ribeirão Preto. Isso mostra, também, como o Centro Paula Souza preocupa-se com que seus cursos estejam alinhados às necessidades do mercado de trabalho local. Ao mesmo tempo, nós, do Supera Parque, vislumbramos o potencial de inovação existente dentro das Fatecs e Etecs”, explica Dalton Marques, gerente de Desenvolvimento da Fipase.

Entre as ações, os alunos do Centro Paulo Souza poderão trabalhar em conjunto com a Fipase para o desenvolvimento de novas tecnologias e incentivo para novas empresas.

“Fomentar, junto com o Centro Paula Souza, o empreendedorismo nesses ambientes pode resultar em projetos que levem novas tecnologias à sociedade e, até, quem sabe, futuramente tornem-se empresas residentes no Supera Parque”, ressalta Marques.

Com o PISO, por exemplo, a parceria já acontece para a seleção de estágios supervisionados, com objetivo de melhorar a capacitação dos alunos, fazendo com que eles estejam sempre sincronizados com o mercado.

“Há quase três anos iniciamos uma parceria tímida que deu muito certo. Formamos mais de uma centena de alunos que já estão construindo uma carreira depois de inseridos no mercado de trabalho. Agora, estamos caminhando para um trabalho cuja maior abrangência será de grande benefício para os estudantes, o mercado de TI e para a sociedade como um todo”, faz coro Andresa Cantolini, diretora executiva do Polo.

“O protocolo abre caminho para novas ações em conjunto e possibilita a expansão das ações para todo o Centro Paula Souza, que abrange mais de 300 entidades. De acordo com as necessidades dos Arranjos Produtivos Locais, poderemos contar com profissionais altamente capacitados dentro dessa estrutura. Eles poderão contribuir com projetos de pesquisa, inovação e desenvolvimento, mesmo que estejam localizados em outras cidades do Estado”, finaliza José Roberto Gabin, diretor da FATEC de Ribeirão Preto.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]