Engenheiro da Tesla larga tudo e funda startup que oferece cura para ressaca

Avatar

Por Lucas Bicudo

5 de setembro de 2017 às 15:52 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Sisun Lee era um engenheiro na Tesla. Ele não tinha absolutamente nenhuma intenção de sair e começar sua própria empresa. Meio óbvio, não? Mas ele tinha um projeto paralelo: a cura da ressaca. Pois bem, o negócio cresceu tanto que Lee trocou a Tesla por sua própria empreitada.

A coisa toda começou há cerca de um ano, quando o engenheiro de 26 anos de idade viajou para a Coréia do Sul. Ele, tentando aproveitar sua terra natal, foi para a noite com seus amigos e não pensou no dia do amanhã. Mas ele veio – e a ressaca também. Diante dessa situação, ele foi introduzido a bebidas locais que supostamente curavam o mal-estar. Elas funcionaram. Ele conta que acordou ótimo no dia seguinte.

De volta aos EUA, ele procurou por soluções similares, mas que não tiveram o mesmo efeito. Foi aí que encomendou os produtos coreanos e apresentou para seus antigos colegas de Facebook. Todos amaram e queriam por mais.

“Eu tentei importá-los e me tornar um distribuidor, mas essas empresas não estavam interessadas em ter alguém que não conheciam, sem experiência no ramo os representando nos EUA. Eis que veio a ideia: e se eu fizesse a bebida eu mesmo?”, comenta.

Lee cursou três anos de engenharia de nanotecnologia/biotecnologia antes de mudar para ciência da computação. Ele começou a pesquisar os ingredientes e descobriu o trabalho do Dr. Jing Liang, um pesquisador da UCLA, que publicava artigos sobre remédios herbais para ressacas.

Veja também: Montamos o e-book “Conheça o Vale do Silício“, para te ajudar a entender como as coisas funcionam em um dos maiores centros de inovação do mundo.

Acontece que o ingrediente secreto, de acordo com os estudos de Liang, é um composto à base de plantas chamado diidromirricetina (DHM), encontrado na erva oriental de raisin e chá de ratã. As bebidas à base de plantas dessas árvores foram usadas para curar a ressaca na Ásia por milhares de anos.

As ressacas são causadas quando bebemos mais álcool do que os nossos fígados podem lidar e um tipo de ácido tóxico se acumula – causando dor de cabeça e ânsia de vômito. Com a ajuda do Dr. Liang, que concordou em aconselhá-lo, eles criaram sua própria fórmula para combater esse ácido. No começo, ele testou suas amostras em si mesmo.

“Eu estava basicamente ficando bêbado todas as noites. Funcionava a fórmula, mas sou super cético. Perguntava-me: será que eu bebi o suficiente?”. Lee começou a se monitorar com vídeos. “Não era saudável”.

Ele começou a envolver seus amigos no processo. O feedback foi ótimo e 80% deles disseram que a solução melhorou a ressaca. Lee precisava de pessoas de fora agora. Para isso, criou um site explicando a ciência por detrás da bebida, postou no Facebook e pediu que seus amigos compartilhassem. Um VC em Toronto viu o post e o colocou no Product Hunt, um site que ajuda empreendedores a lançarem novos produtos.

E assim sua solução estourou.

“Em uma noite, éramos o produto nº 2 do Product Hunt. Não éramos nem uma startup. Apenas estávamos tentando achar a cura para a ressaca”. De repente eram 10 mil pessoas interessadas em experimentar a bebida. A história se espalhou e na semana seguinte o número da lista de espera havia subido para 30 mil. Lee iniciou um grupo privado do Facebook para que pudesse interagir com um número razoável de pessoas sobre a bebida. Sua caixa de entrada está inundada com e-mails pedindo por ela. Ele já foi contatado pelo Shark Tank.

Ele levantou uma pequena rodada seed do Slow Ventures, 500 Startups e outros investidores anjo para financiar uma produção real. E tornou-se cada vez mais óbvio que ele teve que abandonar o cargo na Tesla e dar uma chance à empresa. À Morning Recovery, que agora ganhava um nome.

“Deixar a Tesla foi uma decisão muito difícil. Se eu pudesse ter feito ambos, eu teria”, disse ele. Mas ele sente que lhe foi entregue um trabalho muito específico: curar ressacas. “Sempre me arrependerei se não tentar”.

Embora a fórmula seja compatível com a FDA hoje, o que significa que todos os ingredientes são aprovados como um suplemento de comida, ele ainda espera que um dia passe para o próximo nível e obtenha a “aprovação da FDA” para a fórmula. Se isso acontecer, os médicos poderiam prescrevê-la como uma droga, uma cura real.

Deve ter um monte de gente vibrando com essa notícia.

(via Business Insider)

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]