Ele ouviu Bill Gates e Steve Jobs e virou um dos maiores empreendedores da internet

Da Redação

Por Da Redação

16 de dezembro de 2014 às 09:14 - Atualizado há 6 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

POR ENDEAVOR – “Quando você acabou de mudar você acabou”. Com essa frase de Benjamim Franklin, o criador do Mercado Livre e da Kaszek Ventures, Hernan Kazah, explica sua busca por novos desafios.

No Day 1 Kazah falou sobre o fim do empreendedor. A meta é sempre “não ter fim”. construir empresas auto sustentáveis e que existam muito além de seus fundadores. Por isso depois de 12 anos no Mercado Livre ele achou que era hora de se reinventar. E assim começou a Kaszek Ventures junto com Nicolas Szekasy.Para ficar de novo perto dos empreendedores e ajudá-los nas suas empresas.

Mas como foi que tudo começou? Era uma vez um jovem estudante de economia na Argentina que sempre teve o sonho de empreender. Com essa ideia na cabeça o jovem Kazah foi para a Universidade de Stanford, cursar MBA. E chegou lá justamente no “Momento Netscape”, quando a internet deixou de ser uma rede para engenheiros de software e se tornou acessível para todos.

Bill Gates, Steve Jobs e Jerry Young eram os palestrantes de Stanford. E o jovem estudante observou que eles não só eram muito inteligentes e criativos, eram muito decididos. Inspirado em Scott McNeally, o jovem estudante começou a acreditar que também poderia empreender.

E Kazah relembra: “Fiquei muito entusiasmado, achava que era um mundo novo que a gente estava criando, que tinha a oportunidade de começar do zero por causa da descontinuidade que estava acontecendo. Uma descontinuidade que acontece a cada cem anos. Porque as pessoas experientes estavam na mesma situação que os novos como eu e as empresas grandes estavam numa pior posição que a startups. E achei uma oportunidade muito boa para empreender.”

Todos os dias ele falava com os colegas sobre planos de negócios imaginários e passou a liderar um projeto que hoje seria o mundo das redes sociais. Mas seu colega Marcos Galperin queria fazer um negócio no modelo da eBay na América Latina. E ele decidiu jogar fora a sua ideia e começar a trabalhar na outra.

Quando os amigos voltaram para a Argentina criaram o Mercado Livre numa garagem. “Falávamos com muitas pessoas e todos diziam que estávamos malucos que ninguém compraria produtos pela internet. Quanto mais falavam isso mais entusiasmados ficávamos. Os desafios e ameaças eram motivadores.”

Quando lançaram o Mercado Livre outras 80 companhias fizeram o mesmo negócio. Rapidamente eles aprenderam que as ideias não são o que fazem a diferença. Como diz Kazah: “O que faz a diferença é o compromisso de longo prazo e a execução.”

Quando a eBay resolveu vir para a America Latina eles conquistaram a parceria. O objetivo era vender a empresa para a eBay, mas não deu certo e eles decidiram fazer um IPO na Nasdaq.

Uma das 50 páginas com mais visualizações do mundo, o Mercado Livre é o e-commerce mais acessado do planeta com 110 milhões de usuários cadastrados. No momento do IPO em 2007 a avaliação era de US$800 milhões, hoje é de US$ 5 bilhões.

E o que diz Kazah de sua trajetória?

“Nós começamos numa garagem com muitos sonhos, ideias e motivações. Hoje na Kaszek procuramos inovações de empreendedores que também estejam começando numa garagem. Que façam menos erros e que possamos criar valor juntos. Procuramos empreendedores em criar valor e não que estejam focados em capturá-los. Se você cria valor eventualmente você vai tirar uma parte disso. O problema é quando você procura capturar valor quando não está criando.”