A crise andou. E a sua empresa?

Avatar

Por Júnior Borneli

27 de Maio de 2020 às 11:33 - Atualizado há 6 meses

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Crises são fenômenos dinâmicos e imprevisíveis. Elas se movem e criam novos cenários o tempo todo. Nosso papel, como gestores e líderes, é monitorar e agir em cada fase, minimizando os danos e maximizando as oportunidades.

A crise atual pode ser dividida em 4 fases. Nós precisamos agir sobre elas o tempo todo, mas o foco principal evolui de acordo com o momento atual da crise.

Segundo pesquisa realizada pela StartSe com 1.329 empresas, o cenário atual mostra que o desafio principal das empresas hoje é na geração de receita e recuperação de vendas.

Esse processo precisa ser acompanhado de ações que, segundo a imagem acima, estão ligadas a fase 4, que é de entendimento dos novos padrões de consumo, fundamental para criação de um ponto de virada nas empresas durante e pós-crise.

As primeiras fases, focadas em agir emergencialmente na crise, reequilibrar a gerir o caixa foi superada pela maioria, que agora tenta voltar a vender com mais intensidade.

No entanto, como as crises são imprevisíveis, focar mais em uma fase do que em outra não significa abandonar as etapas passadas. É preciso atuar em todas as fases ao mesmo tempo, com mais ou menos intensidade.

Afinal, uma decisão do Governo, uma mudança no cenário econômico, um novo prazo para uma possível vacina, o surgimento de um novo medicamento… tudo isso influencia na duração e na intensidade da crise.

Por isso, todas as fases precisam ser revisitadas constantemente, para os ajustes que forem necessários.

Mas o que o cenário aponta é que as empresas estão cada vez mais perto do seu ponto de virada. E para que isso realmente aconteça, elas precisam traçar um plano efetivo, o que nós na StartSe chamamos de Programa Exponencial de Retomada.

Com base no monitoramento do mercado nacional e internacional e com pesquisas intensas com empresas brasileiras, conseguimos criar um modelo de retomada que está sendo aplicado em mais de 871 empresas no Brasil e na América Latina, de todos os portes e setores.

Na StartSe nós revertemos uma curva de 98% de queda na receita para um cenário de 60% de recuperação, em apenas 40 dias. É a experiência que nossos clientes estão vivendo agora.

Sua empresa também pode fazer parte da próxima turma do Programa Exponencial de Retomada. Clique no link e conheça todos os detalhes.