Com bloqueio do Google, venda de enciclopédias deve disparar

Avatar

Por Júnior Borneli

17 de dezembro de 2015 às 11:16 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Não, o Google não foi bloqueado e tomara que jamais seja. Esse título, na verdade, é para chamar a atenção para a gravidade da decisão judicial que bloqueou o WhatsApp, ontem, 16 de dezembro.

Com essa decisão injustificada, que prejudica e cerceia a liberdade de comunicação de milhões de pessoas, o Brasil se junta a países como Arábia Saudita, Irã, Bangladesh, Paquistão e Síria, que bloquearam ou ameaçam bloquear o aplicativo.

Essa atitude, ainda sem explicação convincente, está claramente prejudicando a população de um país inteiro em detrimento de uma única ação judicial que corre em segredo de justiça, segundo o que se sabe até agora.

Mas o fato que causa temor é outro: há no Brasil uma corrente que é contra a inovação tecnológica. Veja o caso do Uber, que está sendo proibido em diversas cidades a partir da decisão de vereadores que acham que podem regular a forma como o cidadão quer se locomover.

O mesmo acontece com o Netflix, que vem sendo combatido pelas operadoras de televisão e que recentemente foi alvo dos Deputados brasileiros, que querem criar um imposto específico para o serviço.

Lutar contra a inovação é inútil. Fico imaginando como deve ter sido trágica a situação dos charreteiros quando Henry Ford popularizou o automóvel. Ou como deve ter sido desesperadora a situação dos fabricantes de máquina de escrever quando surgiu o computador pessoal.

A inovação sempre encontra uma forma de acontecer. Por mais que essa ou aquela autoridade queira bloquear ou proibir, quem dá as cartas nesse jogo é o consumidor.

Ou será que o digníssimo juiz chegou ao seu local de trabalho de charrete, com uma máquina de escrever portátil debaixo do braço e usou seu pombo correio para notificar as operadoras?