10 empreendedores da África concorrem a US$ 1 milhão em premiação de Jack Ma

Fundador da Alibaba organiza primeira edição do prêmio que reconhece as iniciativas mais inovadoras do continente africano

0
shares

Na última segunda-feira (14), foram divulgados os dez finalistas do prêmio Africa Netpreneur Prize Initiative (ANPI), que reconhece os melhores empreendedores do continente africano. Criada por Jack Ma, fundador da Alibaba, a premiação vai distribuir US$ 1 milhão aos concorrentes, com prêmios por ordem de classificação, segundo escolha dos jurados. A final acontece no dia 16 de novembro, em Gana, e será televisionada duas semanas depois.

Os finalistas foram escolhidos dentre mais de 50 mil inscritos de 50 países da África. “Lançamos a ANPI para identificar os principais empreendedores de todo o continente, não apenas para recompensá-los, mas também para inspirar toda uma nova geração de trocadores de jogos em potencial na África”, afirma Jack Ma, em comunicado.

“Fui inspirado pelos empresários que conheci na África, muitos dos quais estão lidando com os mesmos desafios que enfrentamos quando começamos a Alibaba anos atrás. Eu realmente acredito que o potencial dos heróis dos negócios da África é ilimitado”.

Os concorrentes serão julgados por um pitch, em que apresentarão seus projetos à banca composta por Strive Masiyiwa, fundador da empresa sul-africana de telecomunicações Econet, Ibukun Awosika, presidente do Banco da Nigéria, Joe Tsai, vice-presidente da Alibaba, e, claro, Jack Ma. Além disso, o evento terá uma palestra ministrada pelo sul-coreano Ban Ki-Moon, ex-secretário geral da ONU.

Desde que renunciou ao cargo de presidente da Alibaba, em setembro, Jack Ma diz que vai se dedicar a projetos filantrópicos e de educação. A respeito da África, o empreendedor afirma que gostaria de “descobrir o próximo Jack Ma, Bill Gates ou Warren Buffett” no continente.

Os finalistas

Waleed Abd El Rahman (Egito): CEO da Mumm, marketplace de alimentação caseira.

Ayodeji Arikawe (Nigéria): Cofundador da Thrive Agric, agrotech que aumenta a receita de pequenos produtores rurais.

Temie Giwa-Tubosun (Nigéria): Fundadora do Lifebank, healthtech que usa dados na distribuição de medicamentos.

Mahmud Johnson (Libéria): CEO do J-Palm, foodtech que foca na produção sustentável de produtos a base de óleo de palma.

Kevine Kagirimpundu (Ruanda): CEO da Uzuri K&Y, startup que produz calçados de forma ecológica.

Christelle Kwizera (Ruanda): Fundadora do Water Access Ruanda, que promove o acesso a água limpa a preços baixos.

Tosan J. Mogbeyiteren (Nigéria): Fundador do Black Swan, startup que criou um software para melhorar o registro de vacinação das crianças no país.

Chibuzo Opara (Nigéria): Cofundador da DrugStoc, healthtech que identifica medicamentos falsificados e melhora a transparência dos serviços de saúde.

Omar Sakr (Egito): CEO do Nawah-Scientific, um centro de pesquisa focado em desenvolver e oferecer soluções de biomedicina.

Moulaye Taboure (Costa do Marfim): Fundador do Afrikrea, marketplace de artigos de moda “Made in Africa”.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários