3 técnicas de Steve Jobs para as reuniões serem insanamente produtivas

Avatar

Por Juliana Américo

28 de setembro de 2015 às 10:10 - Atualizado há 5 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

As empresas norte-americanas perdem um valor estimado de US$ 37 bilhões todos os anos por causa de erros em reuniões de negócio, de acordo com o site Business Insider.

No entanto, o fundador da Apple Steve Jobs tinha algumas tecnicas para fazer com que as reuniões sejam superprodutivas. Confira:

1- Quanto menos, melhor

Jobs sempre preferiu se reunir com um grupo restrito de pessoas para discutir negócios. Com grupo menor é mais fácil se manter focado e motivado.

O ex-funcionário de Jobs na Fast Company, Ken Segall, conta que em certa reunião, o empreendedor parou tudo porque não reconheceu uma pessoa entre os presentes. Ele apontou para a funcionária e perguntou “Quem é você?”; após ela se explicar que havia sido chamada para participar da reunião porque estava envolvida em alguns dos projetos de marketing que seriam discutidos, Jobs, educadamente, pediu para que ela saísse. “Não acredito que precisamos de você nessa reunião. Obrigado.”

2- Eleger responsáveis

Um dos processos mais formais de Jobs, e que ajudou a Apple a se tornar uma das empresas mais valiosas do mundo, era de delegar funções e eleger responsáveis. Os projetos só eram colocados em prática quando todo mundo sabia quem era responsável pelo quê.
Qualquer reunião eficaz da Apple tem uma lista de ações e ao lado o nome do DRI (Indivíduo Diretamente Responsável, em inglês), por cada atividade discutida. Dessa forma os projetos acabam sendo mais rápidos pois os funcionários não estão ocupados pensando em várias metas.

3- Abaixo o PowerPoint

Apesar de as apresentações da Apple serem ricas em recursos de multimídia, o empreendedor proibia o uso de PowerPoint nas reuniões dentro da empresa. O argumento era de que Jobs queria que a equipe debatesse e pensasse criticamente sem o apoio de tecnologia.
“Eu odeio a maneira como as pessoas usam apresentações de slides em vez de pensar”, afirmava Jobs. “As pessoas que sabem o que estão falando não precisa PowerPoint.”

[php snippet=5]
E não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook!