10 atitudes que podem te levar ao sucesso sem que você perca a sua saúde

Esteja sóbrio em grande parte do processo para delegar todo o peso e sentimento do mundo em desempenho e realizações

0
shares

Nosso cérebro é programado de um jeito que é mais difícil tomar uma decisão ou uma ação até que ela te gere algum tipo de estresse ou desconforto. De fato, os picos de performance estão quando estamos longe de nossa zona de conforto. Se você está muito confortável, seu desempenho sofrerá de inércia, inação, mas se você fugir bruscamente disso, da noite para o dia, pode afetar diretamente sua saúde.

A questão aqui é que esse processo não deve ser de ficar meses sentado no sofá, para uma escalada ao Everest sem preparação. São as lutas diárias que puxam você até o seu limite – não necessitam de uma passagem para o Nepal – e fazem de você mais forte e preparado para atingir o equilíbrio.

Saia da zona de conforto sem fazer loucuras. Esteja sóbrio em grande parte do processo para delegar todo o peso e sentimento do mundo em desempenho e realizações.

1 – Acorde cedo

A não ser que você seja uma pessoa que ama o período da manhã, acordar mais cedo é algo que pode ser problemático. Entretanto, se você acordar de boa com a vida um tempinho antes de ter que ir trabalhar, você entenderá o valor do hábito. Te dá a oportunidade de se preparar mentalmente para o dia, além de comer um belo café da manhã e se exercitar.

2 – Atinja uma meta considerada “impossível”

Poucas coisas podem ser comparadas com o êxtase que toma conta do seu corpo quando você conquista algo que achava que não era capaz. Essas conquistas valem cada pedacinho de você que foi solicitado ao máximo e além porque você simplesmente foi lá e fez. É um sentimento de invencibilidade e triunfo digno de se guardar para sempre.

3 – Respire e medite

É fácil cair na zona de conforto quando você está tão ocupado que não tem nem tempo para pensar sobre o que está fazendo e se está fazendo certo. Meditar é um belíssimo jeito de quebrar esse ciclo e te fazer parar para respirar, refletir. É ótimo para o cérebro e te dá autocontrole.

4 – Foque em uma coisa por vez

Focar completamente em uma única tarefa pode ser um grande risco – o de falhar em algo que você colocou todo seu esforço. É por isso que é tão desconfortável e as pessoas tem medo. A alternativa – multitarefa – é uma verdadeira ceifadora de produtividade, entretanto. Quando você tenta fazer duas coisas ao mesmo tempo, o seu cérebro não é capaz de atuar em ambas com total capacidade. Na balança, vale a pena mais para sua saúde mental focar em uma coisa por vez, com calma e dedicação. No fim acaba sendo mais satisfatório e você enxerga metas pontuais que estimulam.

5 – Voluntarie-se

Seria ótimo se todo mundo se voluntariasse puramente por razões altruísticas, mas todos nós possuímos demandas e precisamos estabelecer prioridades. O problema é que na nossa sociedade, depois de um dia de trabalho, ser voluntário é uma questão menor do que assistir vídeos de “epic fail” no YouTube. Voluntariar é uma experiência poderosa para te manter consciente de que o mundo não é o preto no branco e há muito mais do que se ver e participar.

6 – Seja comunicativo

Você já deve ter ouvido de alguém em algum momento que ela tem pânico de falar em público. De fato, 74% do povo norte americano possuem medo de falar na frente dos outros. Então sim, se você não tem esse medo, não diga que ele não exista, porque os números comprovam. É um problema. É um desafio. Mas também é alcançável e altamente gratificante. Conseguir conversar em uma mesa de 5 pessoas e uma plateia de 5 mil é um grande passo para sua carreira.

7 – Converse com quem você não conhece

A não ser que você seja uma pessoa extremamente extrovertida, ou um político, conversar com pessoas novas, no mínimo em algum momento, te causa desconforto. Mas faça isso de qualquer jeito. Que se dane o desconforto. Interação social é bom para o seu humor, expande sua rede de contato, te coloca perto de novas ideias e aumenta sua autoconfiança.

8 – Segure sua língua

Claro, é uma sensação de alívio descarregar tudo que você pensa de errado sobre alguém na cara dela em um ambiente de trabalho, mas esse sentimento é apenas temporário. O que acontece no dia seguinte, na semana seguinte, no ano seguinte? É da natureza humana querer provar seu ponto, mas isso normalmente não tão efetivo quanto se pensa. Quando você para, segura sua língua, reflete suas emoções, você é capaz de escolher quais batalhas valem a pena serem travadas e quais não. A saúde mental melhora muito.

9 – Diga não

Pessoas que tem dificuldade de dizer não estão mais propensas a ter estresse, pânico e depressão, segundo pesquisa conduzida na Universidade da Califórnia. Dizer não de fato é um problemão para algumas pessoas, mas é uma palavra poderosa que você nunca pode ter medo de dizer. Quando você aprende a dizer não, você se livra de compromissos desnecessários e poupa seu tempo e energia para coisas mais importantes.

10 – Lide com seus problemas! Não os adie!

Mudar é difícil. Autoconhecimento é difícil. Sentir nas entranhas a dificuldade de conquistar o que você quer é difícil. Quando as coisas são difíceis, é sempre mais fácil adiá-las para o amanhã. A perspectiva de que elas ainda irão ocorrer ficam no campo de visão e o conforto de não as ter realizado hoje te impede de ir à lugar algum. Portanto faça acontecer. Não adie. Só com atitudes podemos evoluir e chegar onde queremos.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários