Quer um negócio próprio? Então comece pensando sobre o fim dele

Da Redação

Por Da Redação

4 de agosto de 2015 às 15:36 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

SÃO PAULO – Você quer fundar seu próprio negócio? Então comece pensando na sua saída dele: você precisa de objetivos de curto e longo prazo para seu negócio, alerta a empreendedora Deborah Mitchell para o site americano Entrepreneur

Em outras palavras: a sua saída, ou transição, do negócio tem que fazer parte do plano de negócios desde a fundação. Esse objetivo de longuíssimo prazo tem que ser considerado desde o 1º dia de negócio, já que ele vai ajudar a direcionar o seu caminho nos canais, distribuições, perfil da marca, parcerias e aparições na mídia. 

Sem um objetivo final de longo prazo (que não seja só ganhar dinheiro), você acaba trabalhando apenas um dia após o outro. Nos anos, acaba fazendo grandes diferenças no seu negócio e muda sua visão. Essa é um caminho comum.

Muitas vezes, é capaz que você tenha a tentação de fazer tudo que você acha que isso gerará dinheiro para seu negócio. Com um objetivo de longo-prazo, porém, você fica sabendo para o que você tem que dizer “sim ou não” e determina um caminho.

Mas mesmo um objetivo de longo prazo não é imutável, dada as condições do mercado e da sua vida. Adaptá-lo, mas não descartá-lo, é ideal. Tenha sempre um plano para os próximos seis meses. Aqui você precisa pensar no que deverá acontecer: é agora que você vai vender seu negócio? Você pretende um dia vender seu negócio? Com um objetivo em mente, avalie o próximo passo a cada semestre.

Como o mundo dos negócios está constantemente mudando, você deve perguntar-se de tempos em tempos: todos os indicadores estão te dirigindo para seu objetivo? O que mudou? O seu objetivo ainda é relevante.  

Não faz sentido ter objetivos de longo prazo que não condizam com o apelo da sua marca para seus consumidores. Use as informações que você coletou durante o período para determinar qualquer mudança.