Criador do “Prêmio Nobel de Estudantes” fará palestra em São Paulo

Avatar

Por Juliana Américo

25 de março de 2015 às 10:47 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

SÃO PAULO – O fundador do Hult Prize, o palestino-americano Ahmad Ashkar, estará em São Paulo na próxima quinta-feira (26) para participar do evento “Be the Change: The Future of Business”, onde falará sobre inovação e estratégia e sua experiência para criar o maior movimento estudantil do mundo dedicado a resolver os principais desafios sociais do planeta.

O encontro acompanha a chegada da Hult International Business School, uma das escolas de negócios mais prestigiada do mundo, que acaba de inaugurar um escritório em São Paulo para recrutar candidatos brasileiros para seus programas internacionais de graduação e pós-graduação.

Considerado como o ‘Prêmio Nobel de Estudantes’ pelo portal de notícias The Huffington Post, o Hult Prize é uma iniciativa que visa estimular o surgimento de novos empreendedores através de uma competição mundial. Anualmente, mais de 10 mil estudantes de várias universidades podem oferecer soluções para os problemas mais urgentes do mundo.

Todos os anos, as finais globais acontecem na Reunião Anual da Iniciativa Global Clinton, em Nova York, onde a equipe vencedora recebe US$ 1 milhão em capital inicial para financiar seu empreendimento.

Os interessados em participar do evento podem se inscrever através do site http://www.hult.edu/en/events

Saiba mais sobre o Hult Prize
Ahmad deu início ao projeto em 2009, em parceria com a própria Hult e como ex-presidente norte-americano Bill Clinton, através da Iniciativa Global Clinton. O ex-presidente declarou, em uma entrevista à revista Time, que o Hult Prize é uma das “cinco melhores ideias que estão mudando o mundo para melhor”.

A inspiração de Ahmad para criar o prêmio Hult aconteceu durante uma aula de marketing em um MBA da Hult em Boston, quando teve contato com as possibilidades de empreendedorismo social. A ideia era criar uma disputa onde equipes de estudantes de todo o mundo seriam desafiadas a resolver um desafio social em grande escala com uma ideia de negócio viável.