5 passos para criar uma startup duradoura

O planejamento do negócio e a administração antes de abri-lo determina qual será o futuro da startup

Avatar

Por Júlia Miozzo

6 de Maio de 2015 às 09:28 - Atualizado há 5 anos

SÃO PAULO – Quando se tem uma ideia inovadora para um negócio, a empolgação pode ser uma das principais motivações, embora também possa levar o empreendedor a agir por impulso e cometer erros.

O ideal, segundo o Entrepeneur, é que os empreendedores prestem atenção nas decisões que tomam com relação ao produto, equipe e operações; pensem também em como essas decisões podem impactar o negócio em longo prazo, não apenas no dia seguinte.

Confira os cinco passos para abrir uma startup que não terá problemas – e que deve ter sucesso por muito tempo:

1. Espere o momento
Para começar um negócio, o “timing” deve ser perfeito. Mesmo que a sua ideia para um negócio seja muito boa, pode não ser a hora certa para introduzi-la a sua audiência, o que pode ser difícil quando você está ansioso para começar.

Para identificar o momento certo, preste atenção a sinais: o que seus compradores em potencial estão falando, como outros negócios da indústria estão se saindo e se existe ou não uma necessidade no seu mercado-alvo. Essa pesquisa ajudará a determinar o momento mais estratégico.

2. Gaste em qualidade
Quando está começando o negócio, é tentador escolher o fornecedor que trará os produtos mais baratos e mais rapidamente. Mas, no futuro, essa negociação pode não ser tão boa quanto parece.

Investir em materiais de alta qualidade levará a um melhor produto e consumidores muito mais satisfeitos em longo prazo. Quando fizer decisões críticas sobre seus parceiros e produção, sempre considere se a negociação é o melhor negócio.

3. Tenha tudo documentado
Mesmo que você esteja pensando em um negócio de sócios, cada aspecto de sua empresa – parcerias, clientes e operações – deveriam ser documentados de alguma maneira, já que novos funcionários precisarão saber sobre a política da empresa, certificações e contratos. Se essa informação não estiver registrada, pode ser difícil para as novas contratações entender como podem contribuir mais.

4. Saiba para onde vai todo o dinheiro
Os fundadores devem priorizar a contabilidade de seu negócio, já que isso leva à credibilidade de seu negócio ser ou não viável. Se você não possui as habilidades de fazer isso por conta própria, contrate um CFO (Chief Financial Officer) que possa fazer por você.

Se você quer mostrar a um investidor ou possível novo funcionário de que sua empresa é viável e está pronta para crescer, é necessário demonstrar controle sobre suas finanças e que você está medindo seu crescimento também financeiramente.

5. Forneça um forte sistema de suporte a seus funcionários
Os funcionários de startups tendem a crescer em um ritmo caótico, embora ainda precisem sentir que são valiosos e saber que seu emprego é seguro para se manterem motivados e trabalharem todos os dias. Tenha certeza de que sua equipe sabe o que é esperado deles – e o que eles podem esperar de você.

Crie manuais e descrições claras dos cargos para garantir-lhes a sensação de segurança e, principalmente, mostre que você está comprometido com o seu crescimento.