Xiaomi lança Mi Credit, a sua plataforma de crédito pessoal

Gigante chinesa de tecnologia entra para o universo das fintechs na Índia, país utilizado por várias empresas como mercado de teste para novos produtos globais

João Ortega

Por João Ortega

4 de dezembro de 2019 às 13:26 - Atualizado há 2 meses

A Xiaomi, fabricante chinesa de smartphones, está entrando no mercado indiano de fintechs. A empresa lançou, nesta terça-feira (3), uma plataforma de crédito pessoal no país asiático. A Mi Credit funciona como um marketplace de ofertas de empréstimo em parceria com fintechs locais.

Assine a newsletter Conexão China e receba conteúdo exclusivo semanal sobre a maior potência inovadora do Oriente!

A Índia é o mercado de maior sucesso da Xiaomi, no qual ela é líder em venda de smartphones nos últimos dois anos. A empresa quer usar a popularidade da marca para alavancar os empréstimos na Mi Credit. As ofertas de crédito variam entre Rs 5000 (R$ 293) até Rs 100 mil (R$ 5,8 mil) e o foco está nos consumidores millenials.

Com ofertas de diferentes startups de crédito em uma mesma plataforma, a ideia é que os clientes consigam obter formas de pagamento que sejam vantajosas a eles e taxas baixas em relação ao mercado. A Índia é um local onde a penetração de cartões de crédito é pequena, o que cria um cenário propício ao crescimento das fintechs de crédito.

O app da Mi Credit será pré-instalado em todos os celulares vendidos pela marca na Índia, e também estará disponível para download na Google Play. Por enquanto, não há previsão para chegada ao iPhone. O usuário que quiser um empréstimo pessoal precisa ceder uma série de informações, inclusive histórico de apps de conversa.

A Mi Finance, braço financeiro da Xiaomi – do qual a Mi Credit faz parte – está presente na China desde 2014, com o lançamento da carteira digital da empresa. Com desaceleração da venda de smartphones na China, que inclusive resultou na troca de liderança, o foco da Xiaomi em serviços financeiros é cada vez maior.