Tesla recebe licença para iniciar produção de carros elétricos na China

João Ortega

Por João Ortega

18 de outubro de 2019 às 08:11 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Há exatamente um ano, a Tesla anunciou o início da construção de uma fábrica em Xangai, a primeira fora dos EUA. Agora, a empresa de Elon Musk divulgou que recebeu uma licença do governo da China para iniciar a produção de veículos elétricos no país.

A fábrica custou cerca de US$ 2 bilhões e tem capacidade para produzir até 1000 carros elétricos por semana. A Tesla espera iniciar a produção do modelo 3s ainda em outubro.

A China é, hoje, o maior mercado consumidor de veículos elétricos no mundo. Em 2018, foram comprados 1,2 milhões de carros elétricos ou híbridos no país, número que representa mais de metade de todas as vendas no mundo no mesmo período. A Tesla quer entrar neste mercado com preços mais atrativos, sem taxas de importação.

A boa relação entre Musk e o governo chinês ainda permitiu que a Tesla recebesse a isenção de um imposto de 10% para compras de automóveis no país. Recentemente, o empreendedor sul-africano afirmou que pretende levar outra de suas empresas, a The Boring Company, para a China.