Tencent investe em edtech chinesa que alcança valor de US$ 2,8 bi

Avatar

Por Isabela Borrelli

12 de novembro de 2018 às 16:28 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Tencent está investindo mais US$ 250 milhões na startup de educação online Yuanfudao, com valor de mercado de US$ 2,8 bilhões, segundo The Information. À medida que os serviços de educação online se tornaram mais amplamente aceitos na China, os gigantes locais da internet e outros investidores globais de tecnologia estão se concentrando nos principais players do setor.

Os investidores existentes da Yuanfudao incluem a Tencent, a Warburg Pincus, a Matrix China Partners e a IDG Capital. O SoftBank, por sua vez, está em negociações para investir US$ 500 milhões em um aplicativo de educação concorrente chamado Zuoyebang, um desdobramento do mecanismo de busca Baidu, publicado pela Bloomberg no mês passado.

Yuanfudao, cujo nome significa “tutoria do macaco” em chinês, foi avaliado em US$ 1 bilhão em sua rodada anterior no ano passado. A empresa está buscando levantar mais US$ 100 milhões em cima do investimento da Tencent. Após o financiamento, a empresa poderia valer mais de US$ 3 bilhões, incluindo o capital recém-levantado.

Um porta-voz da Tencent se recusou a comentar. Um porta-voz da Yuanfudao negou que a empresa estivesse levantando dinheiro. O governo da China apoiou a educação on-line, considerando-a como uma parte da solução para oferecer ensino de qualidade a uma faixa maior do país sem restrições geográficas. O mercado de tutoria on-line deve crescer para US$ 79 bilhões até 2022, de acordo com um relatório de janeiro do provedor de dados iResearch. Estima-se que 144 milhões de pessoas fizeram cursos on-line no ano passado, segundo o Centro de Informações da Internet da China, órgão do governo.

Fundada em 2012 por Li Yong, um ex-jornalista que mais tarde trabalhou na empresa de jogos online Netease, a Yuanfudao é uma das maiores empresas no mercado de educação online da China. A empresa, cujos vários aplicativos vendem cursos online e guias de estudo para adultos e crianças, gerou cerca de US$ 100 milhões em receita no ano passado.

Cada vez mais, os investidores estão fazendo apostas mais seletivas em líderes de mercado em meio a uma desaceleração mais ampla na economia chinesa. No setor de educação online, um punhado de outras grandes startups também fez grandes rodadas este ano.

A Tencent também investe em outra startup de ensino, VIPKID, que oferece aulas de inglês online. O VIPKID foi avaliado em mais de US$ 3 bilhões em sua arrecadação de fundos no início deste ano. Em março, o 17Zuoye, um aplicativo que conecta professores, alunos e pais, disse que arrecadou US$ 250 milhões em uma rodada liderada pela empresa de investimentos estatais de Cingapura, Temasek. Em abril, a Bloomberg informou que o iTutor Group, que oferece cursos on-line em idiomas e outros assuntos, estava em negociações para arrecadar até US$ 300 milhões a uma avaliação de cerca de US$ 2 bilhões.