Softbank cria incubadora na América Latina e trará 50 de seus negócios para a região

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

2 de outubro de 2019 às 11:24 - Atualizado há 12 meses

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O Softbank anunciou a criação de sua própria incubadora na América Latina, chamada de “Latin American Tech Hub Incubator”. A iniciativa será comandada pelo empreendedor Ralf Wenzel e tem como um de seus objetivos trazer 50 das empresas investidas pelo grupo para o continente nos próximos cinco anos.

A incubadora tem o objetivo de fomentar o desenvolvimento de startups, joint ventures e a criação de parcerias estratégicas na América Latina. Esse é o segundo empreendimento criado pelo Softbank focado no continente neste ano – o primeiro foi um fundo de investimentos, o Latin America Fund, com uma carteira de US$ 2 bilhões.

Um dos objetivos do Softbank é trazer algumas das companhias que já investiu para o Brasil. De acordo com a empresa, discussões sobre o assunto já foram iniciadas com múltiplas companhias. Uber e WeWork são algumas das companhias no portfólio do fundo de investimentos que já operam no Brasil.

Wenzel ocupará o cargo de CEO no Tech Hub. Ele é um empreendedor em série, tendo fundado três companhias: foodpanda, Skrill e Tocororo Ventures, um fundo de capital de risco. A foodpanda é uma startup de delivery de refeições que realizou uma fusão com a Delivery Hero, que se tornou uma empresa de capital aberto. Já a Skrill é uma carteira digital criada na Europa e que agora faz parte do Paysafe Group.

Para Wenzel, a América Latina “apresenta um potencial inexplorado com diversos setores próximos a disrupção”. Apenas neste ano, o Softbank investiu em mais de 7 startups brasileiras (seja através do Latin America Fund ou Vision Fund, seu principal fundo). São exemplos a Loggi, Creditas, MadeiraMadeira, Banco Inter, Volanty e Quinto Andar – com o aporte, essa se tornou o mais novo unicórnio brasileiro.

“Nós estamos emocionados em ajudar empresas do portfólio do Vision Fund a entrar na América Latina”, afirma Rajeev Misra, CEO do Softbank Investment Advisers, no anúncio. “O Tech Hub irá dar as nossas companhias acesso as excitantes oportunidades de expansão nessa região de rápido crescimento”.