Quanto valeriam as ações de Steve Jobs na Apple atual?

Avatar

Por Lucas Bicudo

4 de abril de 2016 às 16:28 - Atualizado há 5 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Steve Jobs, quando morreu em 2011, deixou uma herança de US$ 14,1 bilhões para sua esposa Laurene Powell Jobs – o suficiente para torná-la uma das 50 pessoas mais ricas do planeta, segundo a Wealth-X.

Jobs fundou a Apple com Steve Wozniak há 40 anos, em 1976, e quando a companhia estourou publicamente, em 1980, possuía 11% de todas as suas ações, estimados em US$ 130 milhões. Mas como todos sabem, o co-fundador foi destituído de seu cargo em 1985, após constantes divergências com a diretoria e o então CEO John Sculley.

O conflito fez com que Jobs vendesse toda sua fatia, valor esse que hoje estaria estimado em US$ 66 bilhões, sem incluir qualquer dividendo que a companhia o teria pago através dos anos – o suficiente para se tornar um dos homens mais ricos do mundo. Quem nos informa é o Site Business Insider.

Essa não foi a única vez que um frustrado Jobs vendeu ações por causa de questionamentos sobre a gestão e direção da companhia. Em 1996, Jobs comprou 1.5 milhão em ações da Apple, após vender sua empresa de computadores Next Software. No ano seguinte, insatisfeito com o rumo que a Apple tomava, já fez questão de se desprender desse valor e voltou a vendê-las. O valor hoje estaria estimado em algo por volta de US$ 4,6 bilhões somados na conta de Jobs.

Mas claro que isso é apenas uma perspectiva depois de toda a história ter sido construída. Mesmo que esses valores expressivos não tenham sido contabilizados no bolso do co-fundador da Apple de fato, sua decisão em vender suas ações lá em 1985 o permitiu comprar um pequeno estúdio de animação chamado Pixar, por apenas US$ 5 milhões. Jobs transformou o estúdio na maior referência de animação de todos os tempos e o vendeu para a Disney por US$ 7,4 bilhões.

[php snippet=5]
E não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook!