Tesla está batendo de frente com outra gigante de tecnologia: a Uber

Avatar

Por Lucas Bicudo

26 de outubro de 2016 às 14:31 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Na última semana, o CEO da Tesla Elon Musk fez um incrível anúncio que, a partir de então, o hardware que garante autonomia dos carros elétricos da companhia se tornou padrão. Isso quer dizer que todos os modelos, de agora em diante, terão a possibilidade de virar autônomos com o pagamento de uma taxa extra em cima do valor base de cada veículo.

Você pode reservar um Model S, Model X ou Model 3 – com completa capacidade de autonomia – através de pedidos online. Há algo de curioso aí, que no mínimo renderá análises futuras sobre como o mercado irá reagir diante de uma frase que consta no contrato de aquisição.

Em uma das cláusulas que você precisa concordar para finalizar a reserva, a companhia diz: “tudo bem usar a tecnologia de carros autônomos para dar caronas e dividir viagens com amigos e familiares, mas usá-la para gerar receitas será apenas permitido através do Tesla Network, cujos detalhes estarão disponíveis no próximo ano”.

Isso quer dizer e confirma que a Tesla planeja mesmo entrar em um campo que hoje é dominado por outra gigante que está investindo no setor: Uber.

Essa não é a primeira vez que ouvimos sobre as intenções da montadora para os serviços de caronas particulares. Lembra da segunda parte do plano de Elon Musk, divulgada no fim de julho passado? Expandir a linha de veículos elétricos para suprir todas as frentes do setor, desenvolver um sistema de piloto automático que seja dez vezes mais seguro do que a habilidade manual de um ser humano, e permitir que seu carro gere dinheiro para você sem que você esteja nele?

Bem, agora sabemos como isso irá funcionar: Tesla Network. Vai ser basicamente um Uber e competirá diretamente com a empresa do Vale do Silício, que também já está direcionando seus esforços para o desenvolvimento de seus próprios carros autônomos, à exemplo dos testes em Pittsburgh, que começaram no último mês de setembro.

A discussão sobre a aplicação das tecnologias da Tesla (e de Google, Uber, GM e quem mais está criando carros autônomos) é grande e é recorrente no Conexão Vale do Silício, o programa do StartSe que discute tecnologia quinzenalmente, não deixe conferir!

(via Business Insider)

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]