Startup “secreta” de US$ 20 bilhões levanta mais dinheiro para ajudar Trump

Avatar

Por Da Redação

25 de novembro de 2016 às 11:28 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Palantir, uma startup de US$ 20 bilhões, levantou mais US$ 20 milhões no dia da eleição americana – e se prepara para mais trabalho durante o governo de Donald Trump. A companhia prove dados para o governo dos setores financeiros, saúde e até ajudou a encontrar Osama Bin Laden.

Supõe-se que a Palantir possa ter uma relação muito mais próxima com o governo Trump, aumentando esforços para achar terroristas e imigrantes ilegais. Esses US$ 20 milhões seriam usados para tal e são um follow-up do ultimo round da Palantir, em dezembro de 2015, quando ela levantou US$ 880 milhões.

No total, a companhia já levantou US$ 2 bilhões de grandes investidores como GSV Ventures, In-Q-Tel (da CIA), Artis Ventures e Glynn Capital. A empresa tem como co-fundador Peter Thiel, também presidente do conselho e maior acionista.

Thiel, ex-PayPal e um dos primeiros investidores do Facebook, é o maior apoiador de Trump no Vale do Silício e faz parte da equipe de transição do presidente-eleito pelo partido republicano.

A Palantir não vinha em um bom ano, com alguns “leaks” famosos, mas tudo pode mudar agora: além da eleição de Trump (que pode fortalecer a startup em Washington), a companhia pode participar de uma licitação do poderoso exército americano para prover dados para eles, o que seria um dos seus maiores contratos até hoje.

Por conta disso, Alex Karp, fundador e CEO da companhia, pretende que a companhia tenha lucros até o ano que vem, abrindo espaço para um IPO (Oferta Inicial de Ações).

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]