Startup desenvolve couro em laboratório

Avatar

Por Nathalia Medici

10 de abril de 2017 às 18:55 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

O couro original é um dos materiais mais caros e cobiçados no mercado decorativo, fashion e automotivo. A United Nation Indutrial Development Organization avaliou o segmento global de produtos de couro em US$ 100 bilhões por ano.

No entanto, o uso do couro tradicional vai na contramão do que a maioria dos millenials espera. Emissão de gás carbônico, sofrimento animal e grande taxa de câncer nos trabalhadores expostos à química utilizada na produção são apenas alguns dos problemas que renomadas grifes enfrentam para agradar seus futuros clientes.

Modern Meadow, startup fundada em 2011, apostou na biotecnologia para desenvolver couro em laboratório. Eles editam a sequência do DNA para transformar células ordinárias em pequenas fábricas de colágeno, a principal proteína estrutural da pele animal. Através de uma dieta de nutrientes, as células se desenvolvem e o colágeno é convertido em folhas de fibras. Essas folhas, então, são processadas em local seguro, tingidas e transformadas em vários produtos para a indústria fashion.

O couro resultante desse processo é altamente comparável ao tradicional e inofensivo aos animais. Além disso, ele elimina os problemas ambientais, a criação de gado e os impactos na saúde dos trabalhadores envolvidos no preparo e tratamento do material.

Em junho de 2016, a startup fez uma bem-sucedida captação de US$ 40 milhoes. “O que nos empolga é ver o crescimento de empresas que biofabricam produtos sustentáveis melhores para pessoas e ambiente”, diz Suzanne Lee, diretora de criação e designer da Modern Meadow. “Esse é o motivo de estarmos aqui”, acrescenta ela.

A indústria fashion ainda causa muito impacto ambiental e social. Esse é um mercado que ainda tem muito a evoluir, e não diferente das demais indústrias, essa evolução virá da inovação e tecnologia que está sendo construída agora.