Programa da GM de compartilhamento de carros chega a São Francisco

Avatar

Por Lucas Bicudo

14 de outubro de 2016 às 14:45 - Atualizado há 4 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

O programa Maven da GM, de compartilhamento de veículos como uma alternativa para serviços de transporte, chega agora em São Francisco. É a nona cidade desde seu lançamento em janeiro, de acordo com anúncio da companhia na última quinta-feira (13).

A entrada do Maven em um dos principais polos tecnológicos dos Estados Unidos coloca-o diretamente de frente com uma série de outros programas similares, como Zipcar e Getaround, que já são populares na cidade.

A sofisticação da tecnologia da companhia é a aposta diante da concorrência. Consumidores podem reservar um carro via aplicativo e usar seus smartphones para abri-lo e dar partida. Assim, essa tecnologia chega no coração do Vale do Silício e certamente trataremos dela nos próximos programas Conexão Vale do Silício aqui no StartSe.

“Ou a GM gasta dinheiro para convencer alguém que não quer um carro a comprar um, ou gasta em alternativas”, diz Dan Grossman, o chefe de operações do programa.

Grossman anunciou que mais de 12 mil veículos já foram reservados até então.

O Maven compra carros da GM e paga pela manutenção, reparos e gasolina. Além da receita gerada pela venda desses veículos para o programa, a GM ainda participa do lucro do serviço de compartilhamento. Alugar um carro está custando inicialmente US$ 8 a hora.

Enquanto o foco da GM parece ser condutores que não querem ter um carro próprio, a companhia também espera introduzir novos modelos elétricos para consumidores que possam ser convencidos a adquirirem um.

(via Reuters)

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!
[php snippet=5]